Cachorro-do-mato-de-orelha-curta (Atelocymus microtis)

 

Classe: Mammalia

Ordem: Carnivora

Família: Canidae

Nome científico: Atelocymus microtis

Nome vulgar: Cachorro-do-mato-de-orelha-curta

Categoria: Ameaçado

Características: A espécie é caracterizada pelo rastro extremamente longo e pelas orelhas muito curtas. É o menos conhecido dos canídeos selvagens, existindo apenas poucos registros em museus e raras observações em campo. Os habitantes da Amazônia indicam que os indivíduos são solitários. A dieta também é pouco conhecida, existindo alguns registros de herbivoria e predação de pequenos mamíferos. Tem hábitos noturnos. Dados referentes a sua reprodução e biologia não são conhecidos, mas registros de cativeiro indicaram uma longividade de no mínimo 11 anos. Alguns autores acreditam que as características da pelagem podem estar relacionadas a um hábito semi-aquático, ou adaptado às regiões com alto índice pluviométrico.

Altura: Medindo cerca de 36 cm de altura.

Peso: Aproximadamente 10 kg.

Ocorrência Geográfica: Seus limites de distribuição não são muito claros. No Brasil é encontrado no sul dos rios Amazonas e Negro, do Rio Tocantins ao Mato Grosso, na bacia do rio Paraguai.

Categoria/Critério: Espécie ameaçada de acordo com a lista oficial do IBAMA. Devido a falta de informação sobre a distribuição e abundância, é difícil estimar. O efeito quantitativo da perda de habitat sobre a espécie. É provável que essa seja a principal ameaça a que está submetida, por já ser aparentemente muito rara.

Observações adicionais: A pele é considerada sem valor comercial, não estando, pois, sujeita à pressão de caça seletiva.

Cientista que descreveu: Scalter, 1883

Fonte: MMA/SINIMA