Ambiente Urbano

Animais Domésticos e Problemas Urbanos

Os grandes centros urbanos, enfrentam o desafio de garantir um habitat saudável aos seus habitantes. Entre estes desafios, destaca-se o controle da população de pequenos animais, que vivem e sobrevivem em relação direta com as condições do meio ocupado pelo homem.

Envie para um amigo

 

 

q

Os grandes centros urbanos, enfrentam o desafio de garantir um habitat saudável aos seus habitantes. Entre estes desafios, destaca-se o controle da população de pequenos animais, que vivem e sobrevivem em relação direta com as condições do meio ocupado pelo homem.

Nestes grandes centros, milhares de cães frequentam as vias públicas, sendo muitas vezes atropelados e ou envolvidos em acidentes de trânsito, sem contar com a própria situação de maus tratos a que são submetidos. Outro fator a ser considerado é o risco de transmissão de zoonoses como a leptospirose, verminoses, dermatites entre outras.

A raiva (doença letal), apesar de estar controlada (erradicada), causa grande preocupação com o alto número de pessoas agredidas por cães na cidade aumentando a cada ano.

Todos estes problemas demonstram a urgência de unir esforços na sociedade, para que se obtenha o controle, enfatizando a necessidade de sensibilização da população sobre a posse e responsabilidade de animais de estimação.

 

Ambientalmente Correto

Como contribuir para manter um ambiente saudável e exercer a posse responsável de animais de estimação:

  • O que é castração: É uma cirurgia efetuada pelo médico veterinário e realizada sob anestesia geral que impede a procriação de cães e gatos.
  • Por que castrar? Para diminuir a superpopulação de cães e gatos.
  • Benefícios da castração: Ao diminuir a quantidade de animais, podemos evitar:

1 - agressões às pessoas

2 - crueldade com os animais

3 - atropelamento e acidentes de trânsito

4 - transmissão de doenças (zoonoses) como raiva, que é fatal.

 

Você sabia que... ter cria não acrescenta saúde para seu animal? Os animais castrados perdem o costume de urinar todo o tempo. O uso de anticoncepcional pode trazer problemas para o animal como tumor de mama e infecção uterina. A castração é a solução mais eficiente para diminuir o número de animais abandonados.

 

Pense bem:

1 - Não adotar um animal pensando que o mesmo é brinquedo para criança

2 - Estar disposto a cuidar desse animal durante toda a sua vida, cães e gatos vivem 10 a 20 anos em média

3 - Ter espaço suficiente para o crescimento desse animal, bem como oferecer segurança para que o animal não acesse as vias públicas

4 - Custear a alimentação e cuidados veterinários como: vacinas, vermifugos e outros procedimentos quando necessário

5 - Não abandonar seus animais durante as férias ou situações de emergência

6 - Planejar as crias evitando número desnecessário de animais, contribuindo para uma população descontrolada. No planejamento, considerar a castração como método eficaz para este controle.

 

O que fazer quando sofrer agressão por um animal mesmo que ele esteja vacinado contra raiva:

1 - lavar imediatamente o ferimento com água e sabão

2 - procurar com urgência a Unidade de Saúde mais próxima

3 - não matar o animal e sim deixá-lo em observação durante 10 dias para que se possa identificar qualquer sinal indicativo de raiva

4 - dar água e alimentar normalmente o animal, em local seguro, para que não possa fugir ou atacar outras pessoas e animais

5 - voltar imediatamente à Unidade de Saúde se o animal adoecer, morrer, desaparecer ou mudar de comportamento

6 - nunca interromper o tratamento preventivo sem ordens médicas.

 

Evite:

1 - tocar em animais estranhos, feridos ou doentes

2 - perturbar animais quando estiverem comendo, bebendo ou dormindo

3 - separar o macho da fêmea durante o momento do acasalamento

4 - medicar ou vacinar seu animal com pessoas leigas. Procure um médico veterinário

5 - passear com animais de maior porte ou raça mais feroz onde houverem aglomerações de pessoas

 

Como preservar o ambiente saudável:

1 - nossa cidade, com seus parques e praças, se torna cada dia mais saudável e agradável de viver. Estes ambientes não combinam com fezes de cachorro, que tira a beleza de nossas áreas públicas

2 - as fezes dos animais podem transmitir doenças graves ao homem, como verminoses, salmonelose, larvas migram (bicho geográfico) e outras

3 - não saia com seu animal para passear, sem levar um sacola plástica ou outro material próprio para coleta das fezes.

 

Controle de Zoonoses e Vetores

Este controle atua primordialmente na prevenção e controle das zoonoses, que são doenças que afetam o homem através de sua interrelação com os animais domésticos e urbanos, e de vetores relacionados a determinados agravos.

 

Principais atividades para o controle das zoonoses:

  • Apreensão de animais de pequeno, médio e grande porte: cães, gatos, ovinos, caprinos, equinos, bovinos
  • Remoção de animais doentes e de animais mortos em vias públicas, domicílios e clínicas veterinárias
  • Guarda dos animais e destinação de não resgatados
  • Observação de animais suspeitos de raiva
  • Coleta de material para investigação de raiva
  • Vacinação anti-rábica
  • Sacrifício de animais doentes e/ou não adotados
  • Desratização em pontos estratégicos e priorizados, seguindo metodologia preconizada pela OMS (Organização Mundial da Saúde)
  • Controle de similídeos (larvas de borrachudos)
  • Realização de palestras, cursos e seminários com o objetivo de informar e desenvolver atitudes positivas da população para efetivação do controle ambiental referente a animais e vetores
  • Avaliação, orientação e encaminhamento de situações relacionadas à fauna de interesse médico-sanitário (baratas, pombos, formigas, entre outros) e também a animais peçonhentos (aranhas, escorpiões, cobras, lagartas, entre outros)
  • Desenvolvimento de estudos para novas tecnologias de controle de zoonoses e vetores.

 

Mas os animais de estimação são grandes aliados na obtenção da qualidade de vida das pessoas. Entretanto esta relação homem/animal encontra-se constantemente ameaçada pela falta de atendimento das pessoas e muitas questões deixam de ser respeitadas com relação aos animais, ocasionando o aparecimento de riscos para ambos. Como exemplo destes riscos, deve-se considerar:

  • Zoonoses, que são doenças transmitidas ao homem pelos animais, como a raiva, a leptospirose, a toxoplasmose, as dermatites, as verminoses, entre outras
  • Acidentes de trânsito e atropelamentos
  • agressões por mordeduras
  • Conflitos na população, devido a animais soltos e sem cuidados
  • Crueldade com os animais, devido ao abandono dos mesmos

 

Fonte: Secretaria Municipal da Saúde - Prefeitura Municipal de Curitiba



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.