Árvore Educacional – Fruto

 

 

q

O que é?

O fruto é resultado do ovário desenvolvido, contendo a semente formada. Após a fecundação o óvulo sofre uma série de modificações para constituir a semente e o ovário também sofre modificações e ambos para constituir o fruto.

Sua Função

  • Proteger a semente;
  • Armazenar reservas nutritivas;
  • Promover sua disseminação.

Suas Partes

  • Epicarpo: é a parte mais externa do fruto, vem da epiderme externa da folha carpelar.
  • Mesocarpo: é a parte intermediária do fruto, vem dos parênquimas da folha carpelar.
  • Endocarpo: é a parte mais interna, vem da epiderme interna da folha carpelar.

Classificação

1. Quanto a consistência do mesocarpo:

          1. Carnoso: apresenta acúmulo de substâncias de reserva.

          2. Seco: não apresenta acúmulo de substâncias de reserva.

2. Quanto a deiscência (os frutos carnosos e secos podem apresentar deiscência): denomina-se deiscência à abertura natural de qualquer órgão vegetal.

          1. Indeiscente: não se abrem para liberar sementes.

          2. Deiscentes: abrem-se para liberar as sementes.

              a. Longitudinal: quando a abertura se dá ao longo do maior eixo.

              b. Poricida: abrem-se poros nas paredes do pericarpo.

              c. Transversal ou pixidiária: abertura circular ao longo do eixo transversal.

3. Quanto a origem:

          1. Fruto simples: proveniente de uma única flor com apenas um carpelo.

          2. Fruto múltiplo: proveniente de vários carpelos da mesma flor.

          3. Infrutescência: proveniente de uma inflorescência.

          4.Pseudofruto: proveniente de outra parte floral, não do ovário.

              a. Simples: originado a partir de apenas uma parte de uma única flor. Ex.: Parte comestível da maçã.

              b. Composto: originados de diversos ovários de uma mesma flor, que dão origem a diversos frutos num receptáculo que incha. Ex.: Morango (o receptáculo inchado é o pseudofruto e os “pontinhos” ao redor são os frutos verdadeiros que são denominados aquênios).

              c. Múltiplo: originado a partir de diversas partes de diversas flores. Ex.: Abacaxi.

4. Tipos de Frutos:

          1. Carnosos

              a. Indeiscentes

                  Baga: fruto carnoso indeiscente, procedente de um gineceu monocarpelar (podendo ser bi ou tricarpelar), com epicarpo delgado e o mesocarpo e endocarpo carnosos. Ex.: Tomate.

                  Drupa: fruto de mesocarpo carnoso e uma única semente, proveniente de um ovário súpero monocarpelar. Ex.: pêssego e manga.

                  Hesperídio: têm o epicarpo delgado, com numerosas câmaras secretórias, o mesocarpo é brando, subcoriáceo, e o endocarpo é membranáceo, sendo internamente cada porção do endocarpo, resultante de cada um dos carpelos, é revestido de pêlos intumescidos e sucosos que é a única parte comestível do fruto. Ex.: limão, laranja, tangerina.

              b. Deiscentes

                  Cápsula carnosa: fruto carnoso deiscente com várias sementes. Ex.: pepino-selvagem, melão-de-são-caetano.

          2. Secos

              a. Indeiscentes

                  Aquênio: fruto proveniente de um ovário unicarpelar, com uma única semente presa ao pericarpo apenas pelo funículo. Ex.: girassol (família das compostas), morango (poliaquênio)

                  Cariopse: é um tipo de aquênio ligado ao pericarpo em toda a extensão. Ex.: milho, aveia (família das gramíneas).

                  Noz: fruto com pericarpo muito duro e uma única semente, é proveniente de um ovário composto. Ex.: avelã, noz, côco.

                  Sâmara: geralmente com uma só semente e pericarpo com expansões aliformes. Ex.: pau-d’alho.

              b. Deiscentes

                  Balaústa: é um tipo de cápsula com deiscência septicida. Ex.: romã.

                  Cápsula: apresenta abertura por fendas longitudinais ou poros. Ex.: beijinho, amor-perfeito.

                  Folículo: é unicarpelar com várias sementes, apresenta abertura nas bordas do carpelo. Ex.: peroba.

                  Legume ou vagem: unicarpelar com várias sementes, abre-se pela sutura e pela nervura principal. Ex.: feijão, amendoim.

                  Síliqua: apresenta dois carpelos e abertura em quatro lugares. Ex.: couve.

                  Pixídio: fruto capsular de deiscência transversal. Ex.: eucalipto.

 

Curiosidade

1. Você sabe o que é um fruto édulo?

R: É um fruto comestível. São as frutas e também outros frutos que são chamados popularmente de legumes como o tomate, a berinjela, a abobrinha, a abóbora, o pimentão, o quiabo, o pepino, entre muitos outos. Mas, nem todos os frutos são frutas e como vimos, nem todas as frutas são frutos, pois podemos comer os pseudofrutos como os receptáculos das maçãs, peras e morangos, os pedúnculos dos cajus.

 

Redação Ambiente Brasil