Casimiro de Abreu – RJ

História e Cultura

A história da cidade inicia-se com a construção da capela da Sagrada Família pelo padre Francisco Maria Talli, em 1748, para a catequização dos índios Guarulhos. Em 1938, o município recebeu o nome do poeta Casimiro de Abreu, que nasceu e morreu em Barra de São João. A antiga estação de trem da cidade foi transformada na Casa de Cultura Estação Casimiro de Abreu, em homenagem ao poeta. A Casa oferece exposições, peças de teatro e musicais e funciona todos os dias das 8h às 17h.

 

Clima

O clima da região é Quente e úmido, com maior índice de chuvas entre os meses de outubro e março. A temperatura média anual é de 22°C.

 

Vegetação e relevo

Na região há mangues, restingas, matas de baixada e altitude que formam a Mata Atlântica.

O relevo tem pequenas serras, morros e colinas.

 

Alimentação

As opções de alimentação são variadas, com churrascarias, comida caseira, lanches, doces, além de bares e pizzarias.

 

Hospedagem

Há opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos na cidade, com hotéis charmosos e pousadas espalhadas pela cidade.

 

Dicas gerais

Casimiro de Abreu fica próxima de Búzios, Rio das Ostras e Cabo Frio. Vale a pena conhecer essas cidades e suas praias.

 

Atrações

Cachoeira da Fumaça: A 17 quilômetros do centro da cidade, a Cachoeira da Fumaça tem um visual lindo, com um salto grande de aproximadamente 15 metros de altura. As águas são cristalinas e a natureza preservada.

Cachoeira de Santa Helena: A cachoeira de aproximadamente 25 metros de altura tem apenas um grande salto. De águas límpidas e temperatura amena é própria para banho. Está localizada em propriedade particular, mas o acesso é livre.

Poço do Pai João: Suas quedas dão origem a piscinas naturais, cujas águas são frias, transparentes e límpidas. As duas principais quedas têm três e cinco metros e o maior salto tem um volume grande de água, com uma ducha forte. As trilhas no local dão acesso às cachoeiras menos exploradas e locais propícios para banho e piquenique.

Prainha / Rio Pai João: O Rio São João nasce em Cachoeiras do Macuco e deságua em Barra de São João. Quando ele passa pelo Morro São João, com seus 800 metros de altitude cobertos por Mata Atlântica, além de grutas e cachoeiras, forma pequenas praias e manguezais, com trilhas curtas.

O trecho mais visitado do rio é onde passa a ter 100 metros de largura. Em sua margem esquerda há o núcleo histórico de Barra de São João, além de uma ponte em ruínas, construída na metade do século passado, e a Capela São João Batista.

No encontro do rio São João com o mar, as águas da Prainha são próprias para banho, além de ter um visual muito bonito.

Rio Macaé: O Rio Macaé, que nasce em Nova Friburgo e deságua no Oceano Atlântico, tem águas transparentes e com temperatura agradável. Suas corredeiras de classe II à V e quedas com grande volume de água são propícias para a prática de rafting, atraindo desde iniciantes até profissionais. A melhor época para a descida é no verão, quando o volume de água é maior devido às chuvas. Há também a possibilidade de praticar rapel às margens do rio.

 

http://webventure.estadao.com.br