Bibliografia – Natural


    *  ADAS, M. Panograma Geográfico do Brasil: aspectos físicos, humanos e econômicos. São Paulo: Editora Moderna Ltda, 1995.

    * ALVES, Adil et al. Meteorologia básica e aplicações. Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais , 1991

    * AVELAR, W. E. P. ; BUENO. M. S. G.; GIULIETTI, A. M. ; FILHO, E. R. Em busca do conhecimento ecológico – Uma introdução à metodologia. 2º Edição, Editora Edgard Blücher ltda. São Paulo, 1995.

    * Informações Hidrológicas Brasileiras”. ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, 1999. “

    * ANEEL; SIH; MMA; SRH; MME 1999. O Estado das águas no Brasil, 1999 M- Perspectivas de gestão e informação de recursos hídricos.Brasília, DF.

    * CARVALHO, J. C. M., 1914-1989. Atlas da fauna brasileira / José Candido de Melo Carvalho: ilustrações Jayme Cortez e Conrado Guenther. 3º ed. Atual. A Legislação e Unidades de Conservação. São Paulo: Companhia Melhoramentos; Brasília, DF: Fundação de Assistência ao Estudante, 1995, ATLAS.

    * Carvalho, P. E. R. – Espécies florestais brasileiras: recomendações silviculturais, potencialidades e uso da madeira. Colombo: EMBRAPA – CNPF; Brasília: EMBRAPA – SPI, 1994. 640 p.

    * CHRISTOFOLETTI, A.GEOMORFOLOGIA. Editora Universitária de São Paulo, 1974

    * COSTA, A. Introdução à Arqueologia Brasileira. Brasília 4.ed.1980.

    * DROHOMERESKI, M. D. Área Turística do Conjunto Marumbi (PR) e sua Transformação em Parque .Curitiba, Pr. 1999.

    * EITEN, G. Classificaçào da vegetação do Brasil .Universidade de Brasília: CNPq/Coordenação editorial, 1983.

    * EMBRAPA-CPAC; CNPq. Cerrado: Uso e Manejo. IN: Simpósio Sobre o Cerrado. Brasília, DF, 1979.

    * EMPASC. Zoneamento Agroclimático do Estado de Santa Catarina. Porto Alegre: Pallotti, 1978, p.l50.

    * EPAGRI, 1994. MANUAL DE USOS, MANEJO E CONSERVAÇÃO DO SOLO E DA ÁGUA. 2.ed. Florianópolis.

    * FERRI, G. M. , WARMING, E. A vegetação de cerrados brasileiros –- Lagoa Santa. Editora da Universidade de São Paulo, Livraria Itatiaia Editora ltda., 1973.

    * FERRI, M. G. Vegetação Brasileira. Belo Horizonte: Ed. Itatiaia; São Paulo: ed. Da Universidade de São Paulo, 1980.

    * FERRI, M. G. Vegetação Brasileira. Ed. Itatiaia, São Paulo, Universidade de São Paulo. São Paulo, 1980.

    * FRISCH, J. D. Aves Brasileiras. Volume 1, São Paulo, 1981.

    * GUAPYASSÚ, M. S. Caracterização Fitossociológica de Três Fases Sucessionais de uma Floresta Ombrófila Densa Submontana – Morretes, Paraná. Curitiba, 1994. Dissertação (Mestrado) – Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná.

    * GUERRA, Antonio José Teixeira. -GEOMORFOLOGIA. Ed. Bertrand Brasil. Rio de Janeiro,1996.

    * IBGE, Departamento de Recursos Naturais e Estudos Ambientais, 1992. Manual Técnico da Vegetação Brasileira.Série manuais técnicos em geociências, número 1. Rio de Janeiro.

    * IBAMA.– BRASIL EM AÇÃO. – Empresa das Artes, 1998. BRASIL – Parques Nacionais. São Paulo.

    * IBAMA – SPVS, Guaraqueçaba na palma da mão, Tereza Urban (cartilha).

    * IBAMA, Ministério do Meio Ambiente. Guias – Empresa das artes PUBLIFOLHA – Philips, 1999. – Parques Nacionais do Brasil.

    * IBGE, 1998. “Anuário Estatístico de 1996”. IBGE, Rio de Janeiro.

    * IBGE – Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Manual Técnico da vegetação brasileira. Série manuais técnicos em Geociências. 1992.

    * IDE, B.Y.; ALTHOFF, D.A.; THOMÉ, V.M.R.; VIZZOTTO, V.J. Zoneamento Agroclimático do Estado de Santa Catarina: 2a etapa. Florianópolis: EMPASC, 1980, p.106

    * Informativo-Núcleo de Controle de Qualidade – Prefeitura Municipal de Abastecimento Belo Horizonte – Minas Gerais

    * FOLDER, Guia EcoVerão PR, litoral . Governo do Estado do Paraná.

    * LIMA, E. Diagnóstico Geoambiental do Caminho do Itupava. Curitiba, 1999.

    * LORENZI, H. Árvores Brasilieiras: Manual de Identificação e Cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odessa: Plantarum, 1992, 352 p.

    * LONGHI, S.J. A estrutura de uma Floresta Natural de Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze, no Sul do Brasil. Curitiba, 1980. Dissertação (Mestrado); Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná.

    * MAACK, R.Geografia Física do Estado do Paraná. Publicação do Banco de Desenvolvimento do Paraná, Universidade Estadual do Paraná e Instituto de Biologia e Pesquisas Tecnológicas. Curitiba, 1968.

    * MORAES, PhD Carlos Alberto. Manejo Integrado da Bacia Hidrográfica do Almada Bioma Mata Atlântica . Treinamento em sistemas agroflorestais  – Universidade   Federal do Mato Grosso. Ilhéus (BA), 06 a 09 de abril de 1998.

    * OLIVEIRA, Manoel. 3.º edição revisada e ampliada, 1999. Ilustrações Frederico Lencioni Neto. Instituto de      Biociências da Universidade de São Paulo. EDUSP, IB.

    * PINTO, M. N. (Organizadora). 2º Edição revista e ampliada. SEMATEC – Secretaria do Meio Ambiente: Ciência e Tecnologia. Cerrado: caracterização, ocupação e perspectivas.

    * PIQUÉ, M. P. R., BRITO, J. F. .Atlas Escolar de Botânica. Editora Ícone. São Paulo, 1996.

    * PORTO, M.; TEIXEIRA, M. D. ; PERSON, V. G.; LOURINE, M. L. Animais vertebrados ameaçados de extinção presentes na Estação Veracruz. Eunápolis, Bahia – Brasil. Veracruz      Florestal Ltda, 1995. Publicação Técnico-cientiífica Estação Veracruz; n.1. Sindicato Nacinal      dos Editores de Livros, Rio de Janeiro.

    * RAVEN, P. H., EVERT, Ray F., EICHHON, Susan E. Biologia Vegetal. 5º edição. Guanabara Koogan editora 1996.

    * RIZZINI, C. T. Tratado de Fitogeografia do Brasil. São Paulo, v 1-2 HUCITEC, Ed. da Universidade de São Paulo, 1976-1979.

    * SCHORN, L. A . Levantamento Florístico e Análise Estrutural em Três Unidades Edáficas em uma Floresta Ombrófila Densa Montana no Estado do Paraná. Curitiba, 1992. Dissertação (Mestrado) – Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná.

    * Simpósio sobre Ecossistemas da costa Sul e Sudeste Brasileira: Sístese dos conhecimentos em Cananéia – 11 a 16 de abril de 1987. Manguezais Brasileiros: Região Sudeste-Sul.  Yara Schaefer Novelli – Departamento de Oceanografia Biológica – Instituto Oceanográfico da USP, página 78.

    * Sistemas Agroflorestais no Brasil: Aspectos Técnicos e económicos. Anais – Volume I. Embrapa – Centro Nacional de Pesquisa de Florestas – 2º Encontro Brasileiro de Economia e Planejamento Florestal – 30 de setembro a 4  de outubro de 1991. Editor’; Luiz Roberto Graça, 1992. TRABALHO DE Hildebrando de Miranda Flor – Departamento de Engenharia Florestal, Faculdade de Tecnologia, Fundação Universidade de Brasília. Páginas 395 a 407

    * SONDA, C. A Floresta no Estado do Paraná: Condicionantes Naturais, Econômicos e Sociais. Lisboa, 1996. Dissertação (Mestrado) – Instituto Superior de Agronomia, Universidade Técnica de Lisboa.

    * TEMPNIEWSKI, R..PICCOLO, E.  Geografia do Brasil. Editora do Brasil S.A. Vol. 2

    * UHLMAN, A . Análise Fitossociológica de Três categorias Fitofisionômicas no Parque Estadual do Cerrado, Jaguariaíva, Paraná. Curitiba, 1995. Dissertação (Mestrado). Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná.

    * VELOSO, H. P.; RANGEL FILHO, A L.R.; LIMA, J. C. A. Classificação da Vegetação Brasileira, adaptada a um sistema universal. Rio de Janeiro: IBGE, Departamento de Recursos Naturais e Estudos Ambientais, 1991. 124 p.

    * VESENTINI, J. W. Brasil Sociedade e Espaço.  ED. Ática. 30º ed. 1999

    * WETTSTEIN, R. R.v. , supervisão de Mário Guimarães Ferri. Plantas do Brasil – Aspectos da  Vegetação do Sul do Brasil. (Plants of Brazil: Aspects of the Vegetations of Southern    Brazil) Editora Edgard Blücher LTDA. Editora da Universidade de São Paulo – Brasil  – 1970.

    * WONS, I.  Geografia do PARANÁ. Curitiba. Ed.Ensino Renovado,1994.

    * WR- I World Resources Institute –(1998). World Resources – 1998-99 – Environmental Change and Human Health.  Oxford University Press, Oxford.

    * ZYSMAN, N. Era Verde ? – Ecossistemas Brasileiros Ameaçados. São Paulo: Atual, 1989.

 

Revista

    * VEJA – AMAZÔNIA \Um tesouro ameaçado, 24 de dezembro de 1997. Edição especial.

    * Delta Larousse 1995 – volume 16 – Nova Cultural Ltda 1998.

    * Escala Rural, ano II, nº11.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 4, N.º 10, edição 42, outubro de 95, reportagem: Juréia – Nossa mata mais preservada, p. 10 a 19.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 6, n.º 6, edição 62, junho de 97, reportagem p. 52 a 71.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 6, n.º 8, edição 64, agosto de 97, reportagem p. 37 a 45.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 6, n.º 9, edição 65,  setembro de 97, reportagem p. 52 a 71.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 7, n.º 3, edição 70, fevereiro de 98, reportagem p. 70 a 79.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 7, n.º 3, edição 71, março de 98, reportagem p. 18 a 29.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 7, n.º 5, edição 73, maio de 98, reportagem p. 72 a 79.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 7, n.º 10, edição 78, outubro de 98, reportagem p. 18 a 27.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 2, n.º 1, janeiro de 93, reportagem p. 34 a 41.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 1, n.º 1, maio de 92, reportagem p. 16 a 24, e p. 28 a 36.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 3, n.º 6, edição 26, junho de 94, reportagem p. 18 a 25.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 3, n.º 7, edição 27, julho de 94, reportagem p. 4 a 10.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 2, n.º 8, edição 16, agosto de 93, reportagem p. 12 a 19, e p. 46 a 51.

    * Revista Caminhos da TERRA, ano 2, n.º 10, edição 18, outubro de 93, reportagem: Serra do Cipó, Minas em Flor, p. 54 a 59.

Ambiente Brasil