Monte Verde – MG

Além disso, Monte Verde mantém boa parte da Serra da Mantiqueira, onde se localiza, conservada, oferecendo para o turista diversas opções de caminhadas em meio à natureza.

 

História e Cultura

O nome da cidade vem da família Grinberg: “grin”, verde, e “berg”, monte. Os Grinberg chegaram ao Brasil em 1913, vindos da Letônia. Ao se casar, Verner Grinberg vai passar sua lua de mel em Campos do Jordão e se apaixona pela paisagem serrana e pelo clima da região. Então, em 1938, adquire terras da atual região de Monte Verde, cujo clima e paisagem muito se parecem com Campos de Jordão. Começa a formar uma fazenda e com o tempo muito de seus amigos se atraem pelo lugar. Assim começou a ocupação de Monte Verde.

 

Clima

O clima é tipicamente de montanha, seco e frio, com estações bem definidas. A temperatura é mais amena e há mais chuvas entre os meses novembro e março e mais seco e frio entre maio e agosto. A temperatura média no verão é de 26ºC durante o dia e 16º à noite, já no invernos elas podem chegar a -10ºC. Nessa região, alto da Serra da Mantiqueira, o frio se torna um atrativo. O inverno, além de melhorar o acesso das trilhas, é ideal para se deliciar com os fondues.

 

Vegetação e relevo

Sua vegetação é bastante rica e possui ainda trechos da Mata Atlântica. É possível encontrar araucárias centenárias, além de pinheiros e eucaliptos, que fazem parte de uma área de reflorestamento. Esquilos e beija-flores são facilmente avistados nessa região.

A paisagem de Monte Verde é dominada pela Serra da Mantiqueira, cujos picos tem mais de 2.000 metros de altura.

 

Alimentação

Não deixe de experimentar as trutas e comer um delicioso fondue. Nas noites mais frias o chocolate quente é uma ótima opção. Há na cidade diversas culinárias típicas: alemã, portuguesa, italiana, mineira e francesa. Com relação as sobremesas, a grande atração é o Festival do Morango. São diversos pratos, com as mais variadas e deliciosas combinações com o morango. O Petit Gateau é imperdível!

 

Hospedagem

Na cidade existem hotéis, pousadas e chalés com os mais variados preços. Os chalés aconchegantes e com lareiras nos quartos são uma ótima pedida para os casais, já para as famílias há a opção dos grandes hotéis, com ótima infra-estrutura tanto para adultos como para crianças. Para quem deseja uma opção mais econômica há a alternativa do Albergue da Juventude.

 

Dicas gerais

A temperatura à noite é realmente baixa, chegando às vezes a 8ºC negativos. Leve luvas, gorro e cachecol.

 

Atrações

Arvorismo: Parque com atividades de aventura e lazer que o colocarão em contato direto com a natureza. Aqui, você pratica arvorismo, paintball em campo natural, arco e flecha e parede de escalada.

Atividades noturnas: À noite os turistas costumam ir para Avenida principal, onde se reúnem praticamente todos os barzinhos e restaurantes da cidade. Já para quem quer algo mais emocionante é possível subir algumas montanhas que funcionam de mirantes naturais, ótimos pontos de observação de estrelas.

Fazenda Fonte Alegre: Esta fazenda oferece diversas opções de lazer: pesca, trilhas, cachoeiras, campo para esportes e restaurante. A Fazenda se localiza a 9 quilômetros de Monte Verde.

Fazenda Santa Cruz: Para quem gosta de cachoeira essa é a trilha certa. A trilha tem quatro horas de duração e chega a 1.300 metros de altitude e como a subida é acentuada, o aconselhável é que se utilize bastões de caminhada.

Mirante: A vista privilegiada de toda Monte Verde, de parte do Vale do Paraíba e da Serra do Mar garantem o passeio. Para chegar siga de carro, pela rua da Mantiqueira, até caixa d’água. Depois é só seguir a pé pela trilha.

Pedra Partida: Um pouco mais alta que a Pedra Redonda (2.046 metros), também possibilita muita emoção durante a trilha. Durante o caminho o visitante irá passar por trechos estreitos, em penhascos de até mil metros de altura. Para aqueles que tiverem coragem de passar por esses trechos a vista lá de cima fará valer a pena.

Pedra Redonda: Essa é a trilha mais popular de Monte Verde. Do topo da pedra, com 1.950 metros de altitude, é possível apreciar uma vista linda. São 926 metros de subida forte até lá, em aproximadamente 1h30 de caminhada, e em períodos de chuva a trilha torna-se bastante escorregadia. Por isso foram colocadas contenções para facilitar a subida. Na Pedra Redonda também é possível praticar escalada: são seis vias abertas. Lá em cima o vento é muito forte, por isso é aconselhável que se leve agasalho.

Pico do Selado: Esta é considerada uma das trilhas mais bonitas da região e seu topo é o mais alto do sul de Minas Gerais. Durante o trajeto, que dura aproximadamente quatro horas, é possível encontrar paisagens muito bonitas, além de uma janela natural numa rocha. Apesar de ser uma das melhores, a Trilha do Selado é pouco visitada e tem alguns trechos praticamente fechados, por isso é importante que o visitante suba apenas quando tiver acompanhado. O pôr-do–sol visto do topo é lindo!

Pista de Patinação Ecológica: O Hotel Cabeça de Boi inaugurou a pista de patinação ecológica. Desenvolvida na Alemanha, a nova pista não usa nenhum tipo de gás ou qualquer outro produto químico. É um ringue seco, que não agride a camada de ozônio e dispensa o uso de energia elétrica e tem uma área de 240 m².

A pista conta com monitores especializados e funciona todos os dias, das 11h às 20h. Hóspedes do hotel não pagam pela diversão. Para visitantes, a patinação sai por R$ 35,00 meia hora.

A estrutura dispõe de 120 pares de patins, com numeração do 29 ao 44. Crianças a partir de 4 anos também podem patinar, mas só permanecem na pista acompanhadas dos pais ou dos monitores, tudo para garantir a segurança e diversão de todos. O hotel fica na Rua da Mantiqueira, 1.237.

Quadriciclo: Desde pequenos passeios até expedições que levam horas, o quadriciclo é uma ótima opção para aqueles que buscam adrenalina. Para famílias com crianças há passeios de uma hora pelas trilhas da cidade, com paradas na cachoeira, no mirante do aeroporto e em outros picos. Já para os que buscam mais aventura, há o passeio até a Pedra São Domingos, de onde é possível avistar a beleza da região. Este passeio tem oito horas de duração e é indicado apenas para adultos. Para os passeios estão disponíveis quadriciclos 4×4 e 4×2 automáticos, além de 4×4 semi-automáticos.

Rio Jaguari: O Rio Jaguari é um dos melhores rios do país para prática de rafting. São 12 quilômetros de descida em aproximadamente seis horas, com corredeiras de níveis IV e V. Durante o percurso é possível descer uma cachoeira de 15 metros de altura! A melhor época para prática é no período das chuvas, entre outubro e maio. Também é possível descer o rio de bóia-cross.

 

http://webventura.estadao.com.br