Ambiente Unidades de Conservação

Parque Nacional da Serra do Divisor

O nome do parque origina-se de uma importante característica geomorfológica que existe na área.

Envie para um amigo

Região: Norte

Estado: Acre

Município: Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Valter e Marechal Thaumaturgo

Bioma: Floresta Amazônica

Área: 843.000 ha

Criação: Decreto 97.839 (16/06/1989)

Unidade de Proteção Integral


A região é um divortium aquarium (divisor de águas) das bacias hidrográficas do Médio Vale do Rio Ucayali (Peru) e do Alto Vale do Rio Juruá (Acre/Brasil).

O parque está localizado na fronteira do Brasil com o Peru, mais precisamente ao noroeste do Estado do Acre, nos municípios de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Valter e Marechal Thaumaturgo. É banhado pela Bacia do Rio Juruá, que é a via mais importante de transporte da região. O Parque é delimitado pelos Rios Acre e Javari. A área de depressão corresponde ao Parque, que tem em média 300 metros de altitude.

Sua vegetação é composta de dois grandes Sistemas Ecológicos Regionais: Floresta Ombrófila Densa e Floresta Ombrófila Aberta, com exemplares de palmeiras, cipós, bambus, orquídeas, e a presença da típica vitória-régia e muitas flores coloridas.

A fauna é muito rica, no total foi registrada a presença de 1.233 espécies animias, dos quais 90 são considerados de valor especial para a conservação (76 de vertebrados e 14 de invertebrados). Aapresenta exemplares ameaçados de extinção como o macaco uacari-vermelho, mico-do-cheiro, onça-pintada, anta, preguiça, quati, tartaruga tracajá, boto-vermelho, tamanduá-bandeira, lontra, tatu-canastra, macaco-cara-de-sola, pacarana, jabuti, jacaré-tinga, além das 100 espécies de anfíbios, 30 de répteis, 14 de primatas, 55 de morcegos, 400 de aranhas e insetos, bem como as 64 espécies de abelhas. A avifauna apresenta cerca de 500 exemplares, como o papagaio, e o araçari-castanho, típico peixe-boi que é um grande mamífero aquático da região.

O acesso é feito a partir da capital do Estado do Acre (Rio Branco), percorrendo 600 km de estrada de chão (BR-364), intransitáveis durante a maior parte do ano, ou por via aérea até Cruzeiro do Sul e a seguir mais dois dias de barco até os limites do parque. O parque ainda não dispõe de infra-estrutura para visitantes.

Lugares para visitação:
- Mirante do Morro Queimado
- Cachoeira do Ar Condicionado
- Cachoeira Formosa
- Cânion do Rio Moa
- Buraco da Central
- Trilha do Anil
- Cachoeira do Pedernal

AmbienteBrasil



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.