Ambiente Ecoturismo

Turismo Verde no Acre

O Acre é a terra de Chico Mendes e dos povos da floresta, rico em biodiversidade tem na densa floresta tropical que recobre a maior parte de seu território o principal atrativo para o ecoturismo.

Envie para um amigo

 

Rico em biodiversidade, o Acre é a terra de Chico Mendes e dos povos da floresta, que há gerações extraem dos seringais e castanhas dos vales do rio Juruá e do Rio Acre o sustento para suas famílias. É essa diversidade cultural e natural, harmonicamente enlaçadas, que se oferece aos visitantes.

qq

Localizado no sudoeste da Amazônia brasileira, o Acre tem na densa floresta tropical que recobre a maior parte de seu território o principal atrativo para o ecoturismo. O apelo das florestas acreanas, no entanto, não se resume à sua rica biodiversidade, entre as mais altas do planeta. Além da riqueza de espécies, a floresta acolhe populações que há séculos vivem de seus recursos, como é o caso dos seringueiros e de outros habitantes. A importância da floresta para essas populações ensejou lutas como a do líder seringueiro Chico Mendes, morto em 1988 na cidade de Xapuri, que entrou para a história por defender os direitos dos chamados povos da floresta.

 

O Acre definiu dois pólos ecoturísticos: o Vale do Acre, na parte meridional do estado, e o Vale do Juruá, ao norte. O pólo Vale do Acre abrange a capital Rio Branco e os municípios de Porto Acre, Plácido de Castro, Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia, Bujari e Xapuri. Região mais povoada do estado, o Vale do Acre detém vários atrativos para os visitantes, com destaque para os seringais nativos próximos de Xapuri, como a Reserva Extrativista Chico Mendes e os seringais Pimenteira e Cachoeira, onde o ritmo da vida na floresta e o cotidiano dos seringueiros podem ser vivenciados pelos visitantes.

Cidade histórica, distante 188 km da capital, Xapuri foi o primeiro povoado acreano e palco da revolução que resultou na incorporação deste pedaço de floresta ao Brasil, no início do século 20. Por ter sediado eventos importantes relacionados à luta de Chico Mendes, a cidade tem sítios históricos muito visitados, como a casa onde o líder seringueiro foi morto, em 1988. O Vale do Acre tem ainda atrativos como o Casarão onde morou Plácido de Castro, herói da Revolução Acreana, no Seringal Bom Destino, município de Porto Acre, e o projeto de preservação do tracajá, no município de Plácido de Castro.

O Pólo Ecoturístico Vale do Juruá abrange os municípios de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo e é apontado por especialista como uma das regiões com maior biodiversidade da Amazônia. Seus maiores atrativos são o Parque Nacional da Serra do Divisor, localizado na fronteira com o Peru, e as terras habitadas pelos índios Ashaninka. A diversidade de manifestações culturais, como o rico artesanato indígena e as festas regionais, incluindo o Santo Daime, completam os atrativos ecoturísticos do Acre.

 

Como chegar

O Pólo Vale do Acre tem como portão de entrada a capital Rio Branco que conta com um aeroporto internacional, recentemente inaugurado. A capital oferece ainda uma rede de 32 hotéis de diferentes padrões e um comércio diversificado. O acesso terrestre se dá pela rodovia BR-364, que liga Rio Branco a Porto Velho (RO) e ao resto do país. A capital também pode ser alcançada por pequenas embarcações através do rio Acre, que corta a capital.

O Estado, mesmo apresentando um desenvolvimento cultural com criação de museus, estrutural preservando antigas construções, e apresentando uma modernização arquitetônica criando novos marcos, sem dúvida possui como “carro chefe” em sua identidade turística a sua condição de Estado Verde, unindo a preservação ambiental ao desenvolvimento econômico através do turismo, ganhando o nome de Turismo Sustentável, onde temos um turismo exclusivo devido suas peculiaridades únicas, o Turismo Verde Acreano.

O que o Acre apresenta aos seus visitantes, e que caracterizam o turismo local como sendo totalmente ligado à sustentabilidade, são seus parques, nacionais e estaduais.

A preocupação com o desenvolvimento econômico do estado através do turismo sustentável está ligada também à inclusão social dos povos da floresta, gerando emprego e renda, sensibilizando a comunidade de que eles são os principais “atores” desta apresentação para o mundo, pois seu modo de vida remete aos primeiros moradores da região que tiravam seu sustento da natureza, e que herdaram este hábito até os dias de hoje, demonstrando que o acreano possui esta prática “no sangue”.

Foram criados, produtos que oferecem uma experiência única no restante do mundo, transformando o Acre num local onde o visitante possa experimentar o turismo sócio-ambiental vivencial, o que mostra tanto as belezas naturais, como o modo de vida dos ribeirinhos, comunidades indígenas, etc.

São festivais indígenas, pousadas ecológicas e tudo que configura o Estado como um destino de turismo étnico, ecológico, e de aventura, todos ligados às práticas sustentáveis, tendo hoje um dos maiores circuitos de Arvorismo do Brasil, e o maior da Amazônia, o Circuito de Aventura Chico Mendes.

Essa diversidade da natureza e da cultura de pessoas que retiram a sua sobrevivência da floresta que espera pelos turistas que estão em busca de mais verde. O estado está localizado no sudoeste da Amazônia brasileira e possui uma densa floresta tropical que está espalhada por grande parte de seu território total. Com isso o Acre é um prato cheio para quem deseja realizar ecoturismo.

As florestas do Acre são reconhecidas em todo o mundo pela sua biodiversidade, entretanto, esse não é o único atrativo que o estado oferece para os seus turistas. Nessa região além de uma grande riqueza de espécies estão populações que há séculos habitam o local e sobrevivem dos seringueiros.

Para essas pessoas a floresta possui uma importância difícil de descrever, foi essa ligação tão intensa que ajudou a fomentar lutas como a liderada por Chico Mendes que faleceu em 1988 na cidade de Xapuri. Mendes entrou para a história por defender os direitos das pessoas que para ele eram os povos da floresta.

O estado possui definidos dois pólos de ecoturismo que são o Vale do Acre (localizado na parte meridional do estado) e o Vale do Juruá (localizado ao norte do estado).

Pólo Vale do Acre

Compõem o Vale do Acre as cidades de Rio Branco (capital), Assis Brasil, Brasiléia, Porto Acre, Bujari, Epitaciolândia, Xapuri e Plácido de Castro. Essa é a região mais povoada do Acre e na qual existem vários atrativos para os turistas.

Dentre os locais que não podem faltar na sua lista de visitas estão os seringais próximos a Xapuri como, por exemplo, a Reserva Extrativista Chico Mendes e também os seringais Pimenteira e Cachoeira em que os turistas podem conhecer o dia a dia dos seringueiros bem como o ritmo da floresta.

No Vale do Acre é possível conhecer o Casarão em que o herói revolucionário, Plácido de Castro, viveu que fica no Seringal Bom Destino (município de Porto Acre). Também é possível conhecer o projeto de preservação do tracajá que está no município que leva o nome do herói da Revolução Acreana, Plácido de Castro.

A Cidade Histórica de Xapuri

A cidade de Xapuri fica a cerca de 188 km da capital e se trata de uma cidade histórica pelo fato de ter sido o primeiro povoado acreano além de ter sido o cenário de uma grande revolução no começo do século XX que resultou em sua incorporação dessa parte da floresta amazônica ao território brasileiro.

Essa cidade vivenciou muitos eventos importantes ligados a luta de Chico Mendes pelos povos da floresta e dessa forma tem inúmeros sítios históricos que merecem uma visita. Um desses locais é a casa em que Mendes foi assassinado no ano de 1988.

Pólo Vale do Juruá

O Vale do Juruá é composto por cidades como Rodrigues Alves, Mâncio Lima, Cruzeiro do Sul, Marechal Thaumaturgo e Porto Walter. Essa região é considerada como uma das que possui a maior biodiversidade da Amazônia. Dentre os principais atrativos da região estão o Parque Nacional da Serra do Divisor que está na fronteira com o Peru e terras que em que vivem os índios Ashaninka.

Além da biodiversidade da natureza o Vale do Juruá possui uma grande variedade de manifestações culturais como o artesanato indígena e festas regionais. Também tem o Santo Daime que completa a lista de atrações de turismo nessa região do Acre.

Como Chegar ao Pólo do Vale do Acre

A entrada do Vale do Acre, por assim dizer, está na capital do estado Rio Branco devido ao aeroporto internacional que está localizado nela. Na capital o turista tem uma opção de mais de 30 hotéis de vários padrões para escolher aquele que cabe em seu orçamento bem como um comércio bastante diversificado.

Para chegar através de transportes terrestres o turista deverá utilizar a rodovia BR-364 que faz a ligação de Rio Branco a Porto Velho (RO) bem como ao resto do Brasil. Ainda é possível chegar a capital usando embarcações modestas através do Rio Acre que atravessa a capital.

Pontos Turísticos de Rio Branco

A maior cidade e capital do estado do Acre, Rio Branco, guarda ótimas opções de turismo para quem deseja conhecer a diversidade de espécies e culturas.

Casa do Índio

A Casa do Índio é um dos pontos que você precisa conhecer, se trata de um local que possui 52 hectares de tamanho e possui uma trilha pela floresta primária. Possui uma infra-estrutura incrível em que se tem acesso a campo de futebol, quadras de areia, mirante e ciclovia. Um dos locais mais visitados por turistas e também pelos moradores da cidade nos fins de semana.

Lago do Amapá

O lago que tem a forma da letra “U” é muito bom para quem deseja pescar ou praticar esportes náuticos. Também se trata de um lugar que está muito bem localizado e que permite a realização de camping a beira do rio.

 

.

 

Cacimbão da Capoeira

Um dos principais pontos turísticos de Rio Branco foi construído no ano de 1927 com o objetivo de levar potável para as pessoas que moravam perto do cacimbão. Foi tombado pelo Patrimônio Histórico no ano de 1984.

Fontes: Ministério do Meio Ambiente www.portalturismobrasil.com.br turismo.culturamix.com



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.