Ambiente Natural

Caatinga - Vegetação

A caatinga é um tipo de formação vegetal com características bem definidas: árvores baixas e arbustos que, em geral, perdem as folhas na estação das secas (espécies caducifólias), além de muitas cactáceas.

Envie para um amigo

 

A  vegetação do bioma é extremamente diversificada, incluindo, além das caatingas, vários outros ambiente associados. São reconhecidos 12 tipos diferentes de Caatingas, que chamam atenção especial pelos exemplos fascinantes de adaptações aos hábitats semi-áridos. Tal situação pode explicar, parcialmente, a grande diversidade de espécies vegetais, muitas das quais endêmicas ao bioma. Estima-se que pelo menos 932 espécies já foram registradas para a região, sendo 380 endêmicas.

A caatinga é um tipo de formação vegetal com características bem definidas: árvores baixas e arbustos que, em geral, perdem as folhas na estação das secas (espécies caducifólias), além de muitas cactáceas.

A caatinga apresenta três estratos: arbóreo (8 a 12 metros), arbustivo (2 a 5 metros) e o herbáceo (abaixo de 2 metros). Contraditoriamente, a flora dos sertões é constituída por espécies com longa história de adaptação ao calor e à seca, é incapaz de reestruturar-se naturalmente se máquinas forem usadas para alterar o solo. A degradação é, portanto, irreversível na caatinga.

O aspecto geral da vegetação, na seca, é de uma mata espinhosa e agreste. Algumas poucas espécies da caatinga não perdem as folhas na época da seca. Entre essas destaca-se o juazeiro, uma das plantas mais típicas desse ecossistema.

Ao caírem as primeiras chuvas no fim do ano, a caatinga perde seu aspecto rude e torna-se rapidamente verde e florida. Além de cactáceas, como Cereus (mandacaru e facheiro) e Pilocereu (xiquexique), a caatinga também apresenta muitas leguminosas (mimosa, acácia, emburana, etc.).

Algumas das espécies mais comuns da região são a emburana, a aroeira, o umbu, a baraúna, a maniçoba, a macambira, o mandacaru e o juazeiro.

No meio de tanta aridez, a caatinga surpreende com suas "ilhas de umidade" e solos férteis. São os chamados brejos, que quebram a monotonia das condições físicas e geológicas dos sertões. Nessas ilhas, é possível produzir quase todos os alimentos e frutas peculiares aos trópicos.

As espécies vegetais que habitam esta área são em geral dotadas de folhas pequenas, uma adaptação para reduzir a transpiração. Gêneros de plantas da família das leguminosas, como Acacia e Mimosa, são bastante comuns. A presença de cactáceas, notavelmente o cacto mandacaru (Cereus jamacaru), caracterizam a vegetação de caatinga; especificamente na caatinga da região de Morro do Chapéu, é característica a palmeira licuri (Syagrus coronata).

Ambiente Brasil



Publicidade
Confira as principais Tags do ambiente Natural "Barbeiro" "Falso Campo" Abelhas Antártica Apicultura Aquecimento global Aquicultura Arqueologia Artigo Atendimento ao Público Bibliografia Biodiversidade Biogeografia Biomas Briófitas Caatinga Camarão Campina Campinara Campos do Sul Campos Gerais Campos salinos Carta da Terra Cartografia Caverna Centros Arqueológicos Cerrado Classificação Clima Conceito Consciência Ecológica Conservação Controle Costeiro Cuidados Dengue Desmatamento Distribuição Geográfica Diversidade Biológica Doença de Chagas Doenças Doenças Tropicais Ecosistema Educação Ambiental El Niña El Niño Engenho Pacuíba Espécies em Extinção Estações Climatológicas Estações Meteorológicas Estepe Estrada do Colono Etnobotânica Exploração Fauna Febre Amarela Fenômenos Climáticos Fertilização Fitográfica Flor Flora Floresta com Araucária Floresta Estacional Floresta Pluvial Tropical Floresta Tropical Florestas Formação Fotosíntese Fungo Geologia Geomorfologia Hidrografia Legislação Leishmaniose Localização Lua Malária Manguezal Mapa Mata Atlântica Mata de Pinhais Meio Ambiente Mel Memorial Meteorologia Mogno Monitoramento Mudanças Climáticas Museus Natural Ocupação Ombrófila Origem Pantanal Parque Nacional do Iguaçu Planetas Plantas Plantas Carnívoras Pólo sul geográfico Prancha de Surf Pré História Previsão Climática Princípios Profilaxia Programas Projetos ambientais Proteção Protocolo Protocolo de Kyoto Pteridófitas Quilombos Referência Bibliográfica Regiões Fitoecológicas Regulamentação Relevo Restinga Revistas Rio Paraguai Sambaquis Savana Sementes Serra do Mar Sítio Arqueológico Solos Terra Vegetação Veneno Zonemanento Ambiental

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.