Conceitos de Manejo de Reflorestamento

 

 

O termo “manejo” pode ser definido como sendo o tratamento dispensado a um povoamento florestal, o qual interfere nas condições ambientais em prol do desenvolvimento da floresta, ou também como sendo a administração de uma empresa florestal.

Assim sendo, o manejo nada mais é do que a execução de operações durante o crescimento e maturação da floresta com o objetivo de incrementar a produtividade, melhorar a qualidade e agregar valores à matéria-prima.

A administração ou planejamento florestal deve considerar:

  • A definição dos objetivos da empresa.
  • O planejamento da produção de cada povoamento.
  • O planejamento da produção total da empresa.

Ao se efetuar um planejamento florestal, a disponibilidade e a qualidade da matéria- prima, bem como as operações a serem realizadas, principalmente a idade da colheita, devem ser bem dimensionadas, pois para cada finalidade emprega-se um manejo diferenciado. Um equívoco muito comum é a implantação de reflorestamentos antes da definição do destino e uso final da madeira. Neste caso, ou são executados manejos inadequados, comprometendo a produtividade e a qualidade do produto, ou as práticas excedem aos objetivos da produção, desperdiçando-se dinheiro sem o retorno esperado.

Todo manejo causa conseqüências no ecossistema. Interferências que parecem mínimas podem trazer conseqüências de grande porte para o sistema produtivo florestal. Medidas semelhantes de manejo, em regiões diferentes, podem causar conseqüências também diferentes ou até contrárias ao seu objetivo.

Os povoamentos florestais devem ser caracterizados sob a ótica da produção atual, análise da produtividade potencial futura e determinação de medidas mais convenientes para gerenciar e atingir a produção potencial. 

 

Redação Ambiente Brasil