Núcleos de Educação Ambiental – Goiás

 

A questão ambiental vem sendo alvo de crescente interesse em todo o mundo, até porque a destruição dos recursos naturais, coloca em risco, não só a qualidade, mas a própria vida no planeta Terra.

Dentro deste contexto, está a região do cerrado, que vem sofrendo com os problemas ambientais.

Em Goiás, há grandes latifúndios onde são predominantes a cultura de soja, nas quais utilizam-se defensivos agrícolas, em grandes quantidades, comprometendo assim a qualidade da água e do ar.

A pecuária extensiva é também fator que contribui para a devastação do cerrado, uma vez que transforma grandes áreas nativas em pastagens.

Neste sentido, a Representação do IBAMA em Goiás, através do seu Núcleo de Educação Ambiental, vem estruturando e implementando ações de Educação Ambiental que propiciem melhor compreensão da realidade e busca de alternativas para solucionar a problemática ambiental.

É neste contexto que está inserido o Projeto Rio Araguaia, Considerado um dos mais importantes rios de Goiás e do Brasil, seja pela amplitude de sua bacia, seja pelas suas características, nasce no extremo sudoeste do Estado de Goiás, corre por toda uma região propícia à agricultura, à pecuária e à mineração e , depois de formar a maior ilha fluvial do mundo, a ilha do Bananal, onde se situa o parque Nacional do Araguaia, deságua no rio Tocantins.

No seu terço médio, surgem as grandes fazendas de gado e um grande número de afluentes e subafluentes cujos leitos são explorados pela mineração, inclusive com o uso de mercúrio.

Outra característica importante é a elevada piscosidade das suas águas, sobretudo no período da estiagem, quando se dá a desova de inúmeras espécies, muitas das quais realizam o fenômeno chamada Piracema.

Tais características fazem com que o rio seja alvo de grande fluxo de pescadores e turistas de Goiás e Mato Grosso, bem como de outros estados, colocando em risco a fauna aquática e terrestre.

O referido Projeto abrange os municípios de Aragarças, Registro, Britânia, Aruanã, Nova Crixás, São Miguel do Araguaia e Luiz Alves.

Quanto as parcerias, o Projeto conta com o apoio dos escritórios regionais de Iporá, São Miguel do Araguaia, Silvânia, Barra do Garças(MT), NEA/CENAQUA,EFLEX, Fundação Estadual do

Meio Ambiente(FEMAGO), SEMARH, UFG, SEMMA, Ministério Público e, ainda, com Órgãos Não-Governamentais como UCG, ARCA, AAPMA, Anjos Verdes e Fundação Pró-Cerrado.

O objetivo maior do Projeto Rio Araguaia, a longo prazo, é o de se alcançar um desenvolvimento sustentável na região, através de um processo de conscientização da população.

 

Responsável: Maura Lázara Leão
Fone: (62) 224-2608 – Fax: (62) 225-5035

Fonte: Ibama