Ambiente Ecoturismo

Visconde de Mauá - RJ

Cachoeiras, piscinas naturais, grutas e muito misticismo envolvem essa região da Serra da Mantiqueira, situada no estado do Rio de Janeiro. A maioria das trilhas são de fácil acesso e dispensam a presença de guias. Um passeio cheio de magia e espetáculos da natureza.

Envie para um amigo

História e Cultura

Visconde de Mauá tem esse nome, pois suas terras pertenciam ao Barão de Mauá. A região começou a ser colonizada no final do século XIX. A cidade tem forte influência européia, principalmente alemã e finlandesa. Atualmente, os moradores da região vivem da pecuária leiteira. Nos anos 70, Visconde de Mauá foi invadida pelos hippies, que fizeram na cidade uma comunidade alternativa em convívio com a população local.

 

Clima

Durante o verão (dezembro a março) chove mais e as cachoeiras tornam-se ideais para banho, entretanto as condições das estradas ficam prejudicadas. No inverno, durante o mês de julho, o frio se torna um grande atrativo na região.

 

Vegetação e relevo

Árvores como a araucária, quaresmeiras e ipês são favorecidas pela altitude da região. As ervas medicinais também são muito comuns em Mauá.

Localizada a 1.200 m de altitude, a cidade de Visconde de Mauá fica na Serra da Mantiqueira. É uma região montanhosa cortada por rios, cachoeiras e piscinas naturais.

 

Alimentação

Existem ótimas opções de restaurantes em Mauá. O prato típico da região é a truta, que é servida na chapa ou na grelha, com uma boa variedade de molhos.

 

Hospedagem

Há diversas opções de pousadas e hotéis. A maioria se encontra na Vila de Maringá, que por sua vez se localiza perto das cachoeiras.

 

Dicas gerais

Em época de férias e feriados, recomenda-se reservar com antecedência.

 

Atrações

Atividades noturnas: Em Visconde de Mauá há opções de restaurantes com música ao vivo. Em Maringá, cidade próxima a Mauá, existe um clube, onde acontecem alguns bailes.

Cachoeira do Escorrega: Esse tobogã com 30 metros de comprimento e 7 de desnível é uma das grandes atrações de Mauá. O escorregador termina em um poço d água, ideal para banho. Há estacionamento e lanchonete no local.

Cachoeira Santa Clara: Para chegar a essa cachoeira de 40 metros de queda é necessário enfrentar uma trilha de, aproximadamente, trinta minutos.

Pedra Selada: Para se chegar ao topo desse morro pode-se ir de carro até a base e depois andar 1,7 quilômetros a pé por mata fechada. O passeio dura cerca de duas horas.

Rio Preto: Durante a época de cheia (dezembro/janeiro), é possível praticar canoagem nas corredeiras fortes que o rio apresenta.

Toca da Raposa: Para chegar à Toca da Raposa basta seguir uma trilha de 50 metros ao lado do Ribeirão Santa Clara. A caminhada tem como destino duas quedas-d água e uma gruta.

Vale das Flores: Essa trilha que passa por uma bonita cachoeira não tem sinalização. É recomendável a presença de um guia. O acesso é pela estrada do Vale do Alcantilado.

Vale do Alcantilado: Para quem gosta de cachoeiras, esse é o passeio perfeito. Até chegar à cachoeira do Alcantilado, com 20 metros de altura, passa-se por nove quedas-d água e piscinas naturais. Caminha-se, aproximadamente, uma hora.

Véu da Noiva: O Véu da Noiva é uma pequena queda, que desemboca numa piscina natural ideal para banho. O acesso é por uma trilha pequena de, aproximadamente, dez minutos.

 

http://webventura.estadao.com.br



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.