Bacia do Rio Amazonas

Bacia do rio Amazonas

A bacia amazônica abrange uma área de 7 milhões de km², compreendendo terras de vários países da América do Sul (Peru, Colômbia, Equador, Venezuela, Guiana, Bolívia e Brasil). É a maior bacia fluvial do mundo.

Sem imagem
Floresta Amazônica

Eco negócios e Serviços Ambientais na Amazônia

Embora os mercados de carbono e de genes ainda estejam em estágio embrionário de organização, o espectro de compensações econômicas pela manutenção da integridade dos ecossistemas amazônicos deverá ser uma realidade a médio prazo.

Sem imagem
Artigos

A Floresta Amazônica e o Futuro do Brasil

A floresta amazônica é essencial para manter a nossa qualidade de vida e a regulação do clima da América do Sul. O ponto é comprovado e enfatizado pelo pesquisador Antonio Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) no relatório “O Futuro Climático da Amazônia”, resultado de mais de 200 estudos científicos sobre a floresta e sua influência sobre o clima e as chuvas.

Sem imagem
Artigos

O açaí do Pará e o mundo

É oferecido em quase todos os Estados brasileiros e foi aceito pelos Estados Unidos e a Austrália, que importam quantidades crescentes de açaí.

Bacia do Rio Amazonas

Rio Negro e Encontro das Águas

O rio Negro é o principal afluente do Amazonas. Banha três países da América do Sul e percorre cerca de 1.700km.

Sem imagem
Floresta Amazônica

Biodiversidade na Amazônia

O termo biodiversidade, ou diversidade biológica, descreve a riqueza e a variedade do mundo natural.

Floresta Amazônica

Guaraná fruta nativa da Amazônia

O Guaraná, arbusto da família das Sapindáceas, muito comum no Amazonas e no Pará é também conhecido como naranazeiro, uaraná, guaranaúva e guaranaína.

Sem imagem
Floresta Amazônica

INPA – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

Criado em 1952 e implementado em 1954 – o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) – ao longo dos anos, vem realizando estudos científicos do meio físico e das condições de vida da região amazônica para promover o bem-estar humano e o desenvolvimento sócio-econômico regional.