Ir direto para o conteúdo

Ambiente Brasil. O maior Portal de Meio Ambiente da América Latina

 

 Ambiente Resíduos

Reciclagem de Papel

Processo de Reciclagem de papel.

Envie para um amigo

q

A reciclagem do papel é tão importante quanto sua fabricação. A matéria prima para a fabricação do papel já está escassa, mesmo com políticas de reflorestamento e com uma maior conscientização da sociedade em geral. Com o uso dos computadores, muitos cientistas sociais acreditavam que o uso de papel diminuiria, principalmente na indústria e nos escritórios, mas isso não ocorreu e o consumo de papel nas duas últimas décadas do século XX foi recorde.

Na fabricação de uma tonelada de papel, a partir de papel usado, o consumo de água é muitas vezes menor e o consumo de energia é cerca da metade. Economizam-se 2,5 barris de petróleo, 98 mil litros de água e 2.500 kw/h de energia elétrica com uma tonelada de papel reciclado.

 
Processo de Reciclagem do Papel            



q


Papel reciclável x Papel não-reciclável            

 

Reciclável Não-reciclável
Caixa de papelão Papel sanitário
Jornal  
Copos descartáveis
Revista Papel carbono
Impressos em geral Fotografias
Fotocópias Fitas adesivas
Rascunhos Etiquetas adesivas
Envelopes  
 
Embalagens longa-vida *
Papel timbrado
Cartões     
Papel de fax

* papel + plástico + alumínio

 

Vantagens de Reciclar Papel            

  • Redução dos custos das matérias-primas: a pasta de aparas é mais barata que a celulose de primeira.
  • Economia de Recursos Naturais


Madeira: Uma tonelada de aparas pode substituir de 2 a 4 m3 de madeira, conforme o tipo de papel a ser fabricado, o que se traduz em uma nova vida útil para de 15 a 30 árvores.

Água: Na fabricação de uma tonelada de papel reciclado são necessários apenas 2.000 litros de água, ao passo que, no processo tradicional, este volume pode chegar a 100.000 litros por tonelada.

Energia: Em média, economiza-se metade da energia, podendo-se chegar a 80% de economia quando se comparam papéis reciclados simples com papéis virgens feitos com pasta de refinador.

Redução da Poluição: Teoricamente, as fábricas recicladoras podem funcionar sem impactos ambientais, pois a fase crítica de produção de celulose já foi feita anteriormente. Porém as indústrias brasileiras, sendo de pequeno porte e competindo com grandes indústrias, às vezes subsidiadas, não fazem muitos investimentos em controle ambiental.

Criação de Empregos: estima-se que, ao reciclar papéis, sejam criados cinco vezes mais empregos do que na produção do papel de celulose virgem e dez vezes mais empregos do que na coleta e destinação final de lixo.

Redução da "conta do lixo": o Brasil, no entanto, só recicla 30% do seu consumo de papéis, papelões e cartões.


O papel reciclado pode ser aplicado em caixas de papelão, sacolas, embalagens para ovos, bandejas para frutas, papel higiênico, cadernos e livros, material de escritório, envelopes, papel para impressão, entre outros usos.

Redação Ambiente Brasil



Publicidade
Confira as principais Tags do ambiente Resíduos Ação Social Acidentes Ambientais Aço ACV Agricultura Água de Coco Alimento Alumínio Amianto Amianto crisotila Análise do Ciclo de Vida ANP Aplicação Arsênio Asbestose Ascaréis Aterro Aterro Controlado Aterro Sanitário Bateria de Ni-Cd Baterias Baterias recarregáveis Benefícios Bibliografia Bifelinas policloradas Biomassa Brasil Cádmio Características Chumbo Classes dos resíduos Classificação Coco Verde Código de Cores Coleta Seletiva Combustível Componentes eletrônicos Compostagem Composto Húmico CONAMA Concreto Asfáltico Contaminação Hospitalar Cuidados Curiosidades Curitiba Decomposição Desperdício Dicas Disposição Final Educação Ambiental Efeito prejudiciais Efeito Tóxico Efluentes Embalagens Embalagens Longa Vida Embalagens plásticas Emissões Atmosféricas Emissões de Poluentes Entulhos Esgoto Estatística EXemplos Experiência Fatores Forro Gerenciamento de Resíduos Gestão ambiental Greenpeace Impactos Ambientais Incineração Índices Industrial Isopor Juiz de Fora Jundiaí Lâmpadas Fluorescentes Lata de Aço Latas de alumínio Legislação Lexiviados Lixão Lixo Lixo comercial Lixo doméstico Lixo Infectante Lixo Tecnológico Lodo Lodo de Esgoto Manejo Manganês Meio Ambiente Mercúrio Metais pesados Metal Monitoramento O que é Óleos Automotivos Óleos Industriais Óleos lubrificantes Óleos usados Óleos Vegetais Papel Periculosidade Perigos PET Pilhas Pilhas alcalinas Pilhas secas Plástico Pneus Polpa moldada Postos de Gasilonas Preservação do Meio Ambiente Processo de re-refino Processo de reciclagem Produtos Produtos Químicos Produtos Recicláveis Programas Projetos Reaproveitamento Reciclagem Reciclagem de Alumínio Reciclagem de òleos Reciclagem de pneus Reciclar Recursos Naturais Redução de Emissão Redução de resíduos Reduzir Resíduo Líquido Resíduos Resíduos gasosos Resíduos Hospitalares Resíduos Inertes Resíduos Não Perigosos Resíduos orgânicos Resíduos Perigosos Resíduos Sólidos Resíduos Tóxicos Resolução Reusar Reutilização Riscos à saúde Riscos Ambientais Rochas Graníticas Saco plástico Sacolas plásticas Saneamento Saúde Serviços de lavanderia Soluções Tempo de degradação Tóxico Tratamento Tratamento de Água Tratamento de Efluentes Tratamento especial Usinas Usos Vantagens Vidro Xisto

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2011 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.