Ir direto para o conteúdo

Ambiente Brasil. O maior Portal de Meio Ambiente da América Latina

 

 Ambiente Arquitetura

Estratégia de Implementação de Inspeção e Manutenção Predial

A Inspeção Predial dependendo de sua necessidade e do grau de sua qualificação é uma atividade MULTIDISCIPLINAR, ou seja, envolve profissionais de diversas áreas.

Envie para um amigo

É comum nos condomínios verticais ou horizontais a participação efetiva do zelador ou porteiros que se reportam à administradora, ou ao seu síndico para tomadas de decisões de uma maneira informal e despreparada. O que precisa-se ter ciência é que a falta de profissionalismo tem um custo muito maior. Para uma verificação adequada é necessário que se tenha conhecimento específico, porque se encontrados problemas ou verificado sintomas de importante interferência, como numa necessidade de um ensaio tecnológico, esta avaliação não pode ser feita por leigo.

Da mesma forma a conformidade ou não conformidade de atendimentos diversos como o Código de Posturas ou de Obras de cada Cidade, e as Normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas. É necessário que se veja o condomínio com os olhos de investimento, ou seja, resolver o problema pela raiz e valorizar o patrimônio. Independentemente das construções verticalizadas que é hoje o objeto de maior empenho, pela quantidade, os procedimentos da Inspeção Predial para os demais usos como: Locais de Reunião (Igrejas, Cinemas, etc.), Escolas, Prédios Públicos, Hospitais etc., são instrumentos inevitáveis para nossa realidade.

A Inspeção Predial dependendo de sua necessidade e do grau de sua qualificação é uma atividade MULTIDISCIPLINAR, ou seja, envolve profissionais de diversas áreas. A Inspeção Predial é uma ferramenta que demonstra tecnicamente a necessidade de reparos ou substituições dentro de uma programação de manutenção, e afinal o que é programado torna-se viável. Esta expertise e seus processos recaem sobre os Engenheiros Civis, Arquitetos, Engenheiros Mecânicos, Engenheiros Eletricistas etc.

A vistoria busca verificar e relatar vícios construtivos ou de manutenção e problemas com o Bem, observando o estado das estruturas, da cobertura, da fachada, dos revestimentos, das instalações elétricas, do SPDA – Sistema de Proteção a Descargas Atmosféricas, das instalações hidráulicas aparentes, eventuais vazamentos de água e possíveis infiltrações, da conservação de caixilhos, dos componentes estruturais visíveis, entre outros. A complexidade e grau de deterioração do imóvel determinarão o estado de conservação e Grau de Urgência da solução das anomalias e falhas especificadas anteriormente. Importante ressaltar que o relatório fotográfico é mister à compreensão de todo o processo, comprovação da deformidade e a junção da ART – Anotação de Responsabilidade Técnica de cada profissional envolvido, confirmando a integridade das informações prestadas.

Há necessidade de avaliações periódicas, conforme a idade do imóvel e o tipo da construção, contando seu uso adequado e apontar as desconformidades que sendo programadas, são menos onerosas. O caminho é o chamamento de profissionais para definir os parâmetros de cada Município, e para a elaboração de regras a serem observadas quanto a Inspeção Predial, pois, cada qual tem as suas especificidades. O que se deve mudar é a cultura, propiciando uma postura de coisa certa.

CREA PR - Série de Cadernos Técnicos da Agenda Parlamentar - Manutenção e Inspeção Predial



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.