Plante Árvores Nobres

 

 

q

Contribuir para a melhoria ambiental através do plantio de árvores nobres e fornecer conhecimento à sociedade sobre a importância dessas espécies são os principais objetivos da segunda etapa da Campanha Árvores Nobres que será desenvolvida pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e pela Rio Grande Energia (RGE).

O lançamento da Campanha se deu nos dias 19 e 20 de Outubro, nos municípios de Três Passos e Júlio de Castilhos, respectivamente.

Na segunda etapa da Campanha serão distribuídas 20 mil mudas das espécies cedro, louro, grápia, canjerana e caroba e 10 mil cartilhas informativas. As mudas serão distribuídas em forma de kits, com espécies diferentes e acompanhadas do material informativo. A distribuição será realizada, prioritariamente, às comunidades dos municípios das regiões de Três Passos e de Júlio de Castilhos. Na primeira etapa da campanha, realizada em 2003, foram distribuídas 56 mil mudas de árvores nobres nas regiões Noroeste e Missões do Estado, proporcionando um efetivo acréscimo na quantidade dessas árvores.

Apesar de haver diversas espécies nobres no Estado, elas são encontradas em quantidades reduzidas, devido à exploração abusiva, desde a época da colonização. Como, ao longo do tempo, não houve a preocupação de replantio para manter a abundância dessas árvores, atualmente constata-se a necessidade de estimular seu plantio.

A segunda etapa da Campanha Árvores Nobres é mais uma ação que demonstra o forte compromisso da RGE com o meio ambiente. Neste ano, em parceria com a SEMA, a RGE também realizou na região do Planalto e da Serra a terceira etapa da Campanha de Repovoamento da Araucária, com o objetivo de acrescentar pelo menos 100 mil araucárias às paisagens do Estado. Em reconhecimento ao compromisso da empresa, em setembro deste ano a SEMA concedeu à RGE o Selo de Compensação Ambiental, pois a empresa aplicou recursos de medidas compensatórias na Reserva Biológica da Serra Geral, situada em Maquiné.

Nobreza nativa – O Rio Grande do Sul possui em torno de 500 espécies de árvores que nascem espontaneamente em seu território, ou seja, as árvores nativas. Entre essas, algumas são consideradas árvores nobres devido à importância para o equilíbrio ecológico e à sua utilização, como madeira de boa qualidade para fins variados, substâncias medicinais, tintas e alimentos.

As árvores nobres também são conhecidas por “madeira-de-lei” e essa denominação surgiu com a Carta Régia de 1799 que fazia referência a determinadas espécies com madeira de excelente qualidade e de grande valor comercial.

 

q
Estado do Rio Grande do Sul – http://www.estado.rs.gov.br
q
SEMA – Secretaria Estadual do Meio Ambiente – http://www.sema.rs.gov.br
q
RGE – Rio Grande Energia – http://www.rge-rs.com.br

 

Fonte:
Estado do Rio Grande do Sul – http://www.estado.rs.gov.br
SEMA – Secretaria Estadual do Meio Ambiente – http://www.sema.rs.gov.br
RGE – Rio Grande Energia – http://www.rge-rs.com.br