Inhambú-carapé (Taoniscus nanus)

 

Classe: Aves

Ordem: Tinamiformes

Família: Tinamidae

Nome científico: Taoniscus nanus

Nome vulgar: Inhambú-carapé

Categoria: Não consta

Características: Menor espécie de Tinamidae, possui pernas amarelas e curtas, dorso anegrado finamente vermiculado de branco, partes inferiores creme-esbranquiçadas, peito e flancos barrados de preto, asas uniformemente anegradas. Voa muito pouco e esconde-se em buracos no solo. Tornou-se bastante raro, tendo sido observado perto de Brasília e em Goiás, entre 1966 e 1967. A voz lembra a vocalização de um grilo (“tzirrrrrr-ti-ti-ti”) o trino no começo dura 2 a 3 segundos depois 6 a 10 pios isolados. Quase não voa, esconde-se em buracos. Torna difícil sua observação em ambientes de vegetação densa, além de propiciar freqüentes equívocos de identificação envolvendo filhotes de outros membros da família.

Peso: 43g

Comprimento: 13 cm

Ocorrência Geográfica: Habita o cerrado e campo sujo. Ocorre no Brasil central e meridional: Goiás, interior de São Paulo e Paraná, no Distrito Federal foi capturada por Silveira em 1968.

Cientista que descreveu: Temmink, 1815

Categoria/Critério: Considerada como espécie rara. As ameaças à espécie é a destruição de seu habitat pelas queimadas e formação de pastagens em sua restrita área de distribuição.

Fonte: MMA/SINIMA