Ambiente Unidades de Conservação

Estação Ecológica do Seridó

Esta unidade foi criada para preservar o ecossistema da Caatinga, apresentando como peculiaridade a semi-aridez do clima e a vegetação típica do sertão nordestino. Está localizada no sudoeste do estado do Rio Grande do Norte, no município de Serra Negra do Norte.

Envie para um amigo

Região: Nordeste

Estado: Rio Grande do Norte

Município: Serra Negra do Norte

Bioma: Caatinga e Ecossistemas Costeiros

Área: 1.163,00 ha

Criação: Decreto 87.222 (31/05/1982)

Unidade de Proteção Integral

A principal via de acesso é a BR-304, a partir de Natal, sentido Currais Novos, deste município toma-se a BR-427 para Caicó, seguindo em direção a Serra Negra do Norte. Chegando no Km 128 percorre-se mais 4 Km de estrada de cascalho até a sede da unidade. A cidade mais próxima à unidade é Caicó que fica a uma distância de 280 Km da capital.

O clima é muito quente e semi-árido, tipo estepe, com forte insolação e baixa nebulosidade. A temperatura varia de 20 a 32 graus, com precipitação anual média de 497 mm. A região do Seridó é a mais seca de todas as regiões do semi-árido.

O relevo é levemente ondulado, com altitude média de 200 m sendo que ao norte da unidade existe uma elevação de 386 m denominada Serra Verde.

O Seridó apresenta um tipo peculiar de caatinga, seca e esparsa, com arbustos e árvores de até 2 m de altura isolados. O estrato mais baixo é formado por pereira, faveleira e catingueira, enquanto o estrato mais alto apresenta raras umburanas. Devido à aridez da região a fauna é pobre em espécies e em quantidade, tendo os insetos como grupo de maior representatividade.

Alguns mamíferos como: raposa, gato-maracajá, tatus, cotias, mocós e preás, habitam esta região. Para as aves, foram observadas até o momento 57 espécies. A caça ilegal ainda é um dos principais problemas que ameaça a fauna da unidade. A invasão de animais na unidade é outro problema enfrentado. Embora a Estação esteja toda cercada, ainda existe evasão esporádica do gado das fazendas vizinhas para alimentarem-se na unidade, trazendo danos para o ecossistema local.

Ibama - www.ibama.gov.br



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.