Ambiente Saúde

O que o Governo Está Fazendo?

O Governo adequou as medidas do Plano Brasileiro de Preparação para uma Pandemia de Influenza (PBPPI), à ESPII de Influenza A(H1N1). Estas medidas visam reduzir o risco de adquirir ou transmitir o novo subtipo de vírus da Influenza A(H1N1)...

Envie para um amigo

O Governo adequou as medidas do Plano Brasileiro de Preparação para uma Pandemia de Influenza (PBPPI), à ESPII de Influenza A(H1N1). Estas medidas visam reduzir o risco de adquirir ou transmitir o novo subtipo de vírus da Influenza A(H1N1), nos serviços de saúde e na comunidade. E podem ser conferidas no link http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/influenza_a_h1n1_protocolo_tratamento.pdf

Os postos da ANVISA nos portos e aeroportos estão monitorando os passageiros que chegam dos países com casos da doença.


Todas as aeronaves que operam vôos internacionais devem fazer o seguinte aviso sonoro (pelo chefe de comissários) a bordo, em português e inglês ou espanhol: “Caso você apresente febre alta repentina (maior que 38º) e tosse, acompanhadas ou não de dores de cabeça, musculares, nas articulações e dificuldade respiratória, identifique-se à tripulação desta aeronave, para encaminhamento junto às autoridades sanitárias do Brasil. Preencha corretamente todos os campos da Declaração de Bagagem Acompanhada. Por meio dela é que as autoridades sanitárias do Brasil irão entrar em contato no caso de necessidade de medidas adicionais para proteção de sua saúde.”


Considerando ainda o número de escalas e conexões das aeronaves, o aviso sonoro foi ampliado para os vôos domésticos: "Caso você venha de vôos internacionais e apresente febre alta repentina (maior que 38ºC) e tosse, acompanhadas ou não de dores de cabeça, musculares, nas articulações e dificuldade respiratória, identifique-se a tripulação desta aeronave, para encaminhamentos junto as autoridades sanitárias do Brasil."
O trabalho das equipes da Anvisa é feito da seguinte maneira:


1- No desembarque:
a. Quando há caso suspeito a bordo: a aeronave é orientada a se dirigir à área remota do aeroporto, depois do pouso. Chegando lá, já estão posicionadas as equipes da Anvisa e da Infraero com os seguintes equipamentos de proteção individual (EPI): máscara (padrão N95 ou PFF2), óculos de proteção, luvas de procedimento e avental. O passageiro suspeito e os contactantes (que estão no entorno dele) recebem máscara cirúrgica imediatamente.

É preenchido o Termo de Controle Sanitário do Viajante (TCSV) do viajante suspeito e dos contatos próximos, que é enviado por e-mail às autoridades sanitárias. As Declarações de Bagagem Acompanhada (DBAs) de todos os viajantes desse vôo são retidas pela Anvisa, para que se proceda o monitoramento dessas pessoas. O passageiro suspeito vai para a ambulância, onde será examinado e encaminhado ao hospital (caso os médicos, em conjunto com a Agência, enquadrem o viajante como caso suspeito) ou será liberado, se a hipótese de contaminação for afastada.


b. Quando não há caso suspeito a bordo: a equipe da Anvisa se dirige até a porta da aeronave utilizando máscara cirúrgica e confirma se o speach sonoro foi feito. Se nenhum passageiro se identificar como caso suspeito, começa o desembarque. A equipe da Anvisa ocupa o finger e cada passageiro que passa pelos agentes recebe o folder contendo orientações sobre a Influenza A.


2- No embarque:
a. Informação e orientação nos postos da Anvisa e também por meio de avisos sonoros em 3 línguas (português, inglês e espanhol) de 15 em 15 minutos em todos os ambientes do aeroporto. Alertas visuais também podem ser vistos nos monitores e telões da Infraero. Os panfletos estão sendo distribuídos nos check-ins e nos balcões de informação da Infraero e nas agências de turismo, entre outros locais do aeroporto.

ANVISA, e Ministério da Saúde.



Publicidade
Confira as principais Tags do ambiente Saúde Governo Gripe Suína H1N1 Influenza A Oseltamivir Pandemia Tamiflu Transmissão Vacina

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.