Ambiente Fauna

Coruja-buraqueira (Speotyto cunicularia)

A fêmea costuma ser mais escura e menor que o macho. Ave de pequeno porte, seu tamanho médio é de 23 cm.

Envie para um amigo



Classe: Aves

Ordem: Stringiformes

Família: Strigidae

Nome científico: Speotyto cunicularia

Nome vulgar: Coruja-buraqueira

Categoria: Vulnerável

Características físicas: a cabeça é redonda e os olhos estão dispostos lado a lado, num mesmo plano. As sobrancelhas são brancas e os olhos amarelos. A coloração é cor de terra, mimética, podendo ser ferrugínea-avermelhada. A fêmea costuma ser mais escura e menor que o macho. Ave de pequeno porte, seu tamanho médio é de 23 cm.

Alimentação: alimenta-se principalmente de insetos, mas pode caçar pequenos roedores, répteis, anfíbios e até pássaros pequenos.

Biologia e Comportamento social: coruja terrícola, tem hábitos diurnos e noturnos, mas á ativa, principalmente durante o crepúsculo, quando faz uso de sua ótima audição. Tem o campo visual limitado, mas essa deficiência é superada pela capacidade de girar a cabeça até 270 graus, o que ajuda na focalização.

Reprodução: faz seus ninhos em cupinzeiros ou buracos de tatu, costumando cavar túneis de até 2 m e forrar o fundo com capim seco. A postura normal é de sete ovos que são incubados durante cerca de 24 dias. Ao nascer, os filhotes recebem todo o cuidado do macho, que providencia alimento e proteção. Após dois meses de vida, eles já estão aptos a viver sozinhos. Predadores: aves de rapina. Habitam cerrado, campos e restingas.

Fonte parcial: Guia Ilustrado de Animais do Cerrado de Minas Gerais. 2.° edição. CEMIG. Editare Editora.2003.



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.