Ambiente Energia

Biocombustíveis - Álcool, Óleos e Gorduras-Biodiesel

Conheça alternativas à dependência do petróleo no Brasil. O pro-óleo ao contrário do pro-álcool, possui vantagens incomparáveis; uma delas é poder substituir quase todos os derivados, diretamente e/ou por processos físico-químicos.

Envie para um amigo

 

Considerações Importantes

O pro-álcool, sem a complementação com pró-óleo, foi um programa importante, porém cheio de falhas:

- Não resolveu, nem resolverá o problema da dependência do petróleo devido à inflexibilidade no refino do mesmo.

Em um barril de petróleo, obtêm-se cerca de 30% de cada das frações mais importantes: gasolina, óleo diesel e óleos lubrificantes.

Ao substituir a gasolina, tem-se esta como excedente, tendo-se que processar as mesmas quantidades de petróleo, não resolvendo o problema da dependência.

O mais grave do pro-álcool é a necessidade de se utilizar um motor específico que não permite a utilização alternada entre álcool e gasolina, quando for interessante para o país.

 

Pro-óleo:

O pro-óleo ao contrário do pro-álcool, possui vantagens incomparáveis; uma delas é poder substituir quase todos os derivados, diretamente e/ou por processos físico-químicos. Sem modificação nos sistemas - motores bombas etc.

Dendediesel (biodiesel de dendê) 

Dendediesel é o óleo de dendê ("palm-oil") puro ou modificado - em misturas ou transformado para substituir o óleo Diesel sem modificações nos sistemas. O óleo de dendê, substitui também outros derivados do petróleo e serve de base para química-fina, oleoquímica e gliceroquímica.

 

Você sabia?

1. Que com uma área de cinco milhões de hectares de dendê, o país seria auto-suficiente em óleo Diesel, supondo uma produtividade média de 4 toneladas/hectare-ano, que é modesta em relação ao potencial hoje possível de 8 toneladas/hectare-ano?

2. Que isso poderia gerar vários milhões de empregos diretos e indiretos, abrindo inclusive perspectivas agroindustriais, com múltiplas possibilidades de geração de renda, bem como geração de outros postos de trabalho?

3. Que o dendê pode constituir um grande aliado do álcool a partir da cana-de-açúcar, mandioca, batata, beterraba, abacaxi, etc, uma vez que estes e o dendê são cultivos complementares e um pode contribuir para consolidar o outro, através de misturas ou reações químicas do álcool com o óleo?

4. Que o motor do ciclo Diesel foi criado para usar óleo vegetal como combustível?

 

Vantagens

1- Agrícolas:

1.1- Durante a implantação.

- Produção de alimentos, por culturas de subsistência de ciclo curto.

1.2- Durante a produção.

- Produção de energia sem exportação de nutrientes minerais.

- Produção integrável, permitindo objetivos diversificados.

- Produção paralela de proteínas, energia calorífica e insumos para diversos fins.

2- Técnicas:

- É uma solução universal. Não requer modificações nos sistemas que o utilizam (tanques, bombas e motores), nem capacitação técnica especial.

- Consome energia própria e produz excedentes para outras aplicações.

- É de fácil manuseio, transporte e armazenagem.

- Proporciona aos motores autonomia e durabilidade, bem maiores do que outros combustíveis.

- Permite a geração de energia elétrica, a baixo custo, para diversos fins, inclusive para irrigação em regiões distantes das redes de alta tensão.

- Permite substituir, diretamente, óleos combustíveis de origem fóssil em motores de grande porte, caldeiras, fornos, etc, (para navios, máquinas pesadas, indústrias e geração termoelétrica).

3- Econômicas:

Baixo custo de produção: (um terço do preço médio do óleo diesel europeu), poderá ser produzido e comercializado em moeda nacional, desvinculado da moeda americana, ao contrário do petróleo nacional e gás natural (nome estranho para um gás fóssil como o petróleo).

No Brasil, a política de preços dos derivados de petróleo é muito distorcida, inviabilizando algumas alternativas importantes, como a maioria das plantas oleaginosas e gorduras animais, mas não atinge o dendê que é a oleaginosa de maior potencial produtivo que se conhece.

- Baixo custo de investimento para produção de óleo.

- Baixo custo de transporte e distribuição.

 

Com a infinidade de plantas oleaginosas existentes no país, poderemos ter:

- Alternativas para o curto prazo: mamona, amendoim, soja, licuri, babaçu, etc.

- Alternativas para o médio prazo: extrativismo, palmáceas (dendê com culturas anuais intercaladas), peões etc.

- Alternativas para o longo prazo: dendê e outras matérias modificadas geneticamente (Transgênicos - não destinados para o consumo humano, direta ou indiretamente).

4- Sociais:

- Fixação do homem no campo em condições dignas, reduzindo a necessidade de novos investimentos em infra-estrutura nas cidades, conseqüente da migração intensiva de trabalhadores rurais desempregados.

- Geração de novos empregos - diretos e indiretos - tendo como resultado a redução da violência urbana entre outras, com a possível reversão das migrações.

- Ocupação de grandes áreas, ameaçadas por interesses internacionais, com um programa de grande alcance social e estratégico.

- Distribuição de renda mais eqüitativa.

5 - Ecológicas:

- Promove reversão do efeito estufa na fase de implantação do programa.

- Não é nocivo e nem tóxico.

- Não é explosivo nem inflamável à temperatura ambiente.

- Não provoca danos ecológicos por vazamentos em oleodutos, navios, tanques, etc. É biodegradável e permite a preservação ambiental.

- Não contribui para a chuva ácida pois não contém enxofre em sua composição.

6 - Nacionais:

- Proporciona a melhor forma de tornar o país auto-suficiente e exportador de combustíveis líquidos indefinidamente.

- Propicia economia de divisas, pela redução gradativa das importações de petróleo e derivados.

- Permite menores custos, pela possibilidade de produção local.

- Assegura suprimento seguro de energia, sem temores quanto a conflitos internacionais e nacionais (guerras, greves etc.)

- Permite dispensar investimentos em grandes usinas, ou linhas de transmissão para atendimento local de energia em regiões com pequena demanda.

- Assegura uma política energética flexível.

Aumenta o prestígio internacional do país, com a implantação de um programa ecologicamente equilibrado (selo verde).

Obs.: as tecnologias do dendediesel (biodiesel de dendê) podem ser aplicadas a outras fontes de óleos e gorduras, vegetais e animais.

 

 

 

Estas informações vêm sendo divulgadas em eventos diversos desde 1980 por:Hernani Sá - ernanisa@uol.com.br, tel. 73 634-7945 Engenheiro químico (1966), com formação complementar em engenharia de petróleo, professor universitário na Universidade Federal da



Publicidade
Confira as principais Tags do ambiente Energia Ação de Emergência Acidentes Ambientais Acidentes Nucleares Água Águas Profundas Álcool Álcool Etílico Alta pressão Alternativa Energéticas Ambientes Marinhos Angra I Angra II Angra III Aplicação Aproveitamento Armazenamento Arquitetura Bioclimática Artigo Aspectos Socioambientais Aterro Sanitário Atmosfera Modificada Ausência de Emissão Bacias Hidrográficas Biocombutível Biodiesel Biodigestores Biomas Biomassa CaC's Calor da Terra Cana de Açúcar Carvão Carvão Mineral Célula Combustível Célula Fotovoltaica Centro de Defesa Ambiental Césio 137 Chernobyl Co-processamento de resíduos Cogeração Coleta Seletiva Coletor Solar Combustíveis fósseis Combustível Combustível Ecológico Combustível Nuclear Combustível Renovável Combustível Veicular Conservação Ambiental Consumo de Energia Consumo Energético Contaminação Hospitalar Contingências Controle Ambiental Controle de Qualidade Correntes Marítimas Crescimento Econômico Custos Demanda Energética Desenvolvimento Sustentável Distribuição Economia Efeito Fotovoltaico Efluentes Emissão de Gases Emissões de Poluentes Emprego Energia Energia Alternativa Energia Elétrica Energia Eólica Energia Geotérmica Energia Hidrica Energia Limpa Energia Maremotriz Energia não-renovável Energia Nuclear Energia Nucleoelétrica Energia Renovável Energia Solar Energias Renovavéis Engenharia Oceânicas Eólica Etanol Exploração Fauna Flora Marinha Fonte de Combustíveis Fonte não-renovável Fonte Renovável Fontes de Hidrogênio Fontes Energéticas Fontes Orgânicas Fontes Termais Formas de Enxofre Gás Hidrogênio Gás Natural Gases Gases de Efeito Estufa Gases para Embalagens Gasoduto GEE Geração de Energia Gestão ambiental Gestão de Segurança Grau Geotérmico Hidrografia História Horário de Verão Impactos Ambientais Indústria do Carvão Instalação Nuclear Lixo atômico Mar Material radioativo Matriz Energética Medicina Medidas de Segurança Meio Ambiente Mineração Mudanças Climáticas Navios Normas Ambientais O que é Paraná Petróleo Plano de Contingência Plataforma de Exploração Política Energética Potencial Energético Potencial Eólico Potencial Hidrico Potencial Solar Preservação Ambiental PROÁLCOOL Produção de Energia Produção de Gás Produtos Programa de Excelência Projetos ambientais Radiação Nuclear Reciclagem Recuperação Ambiental Recuperação do Óleo Recurso Eólico Recursos Energéticos Recursos Hídricos Recursos Renováveis Redução de Emissão Região Carbonífera Regulamentação Reserva Geológica Reservas Reservatórios Subterrâneos Resfriamento Resíduos Resíduos Agrícolas Resíduos oleosos Resumo Rio Grande do Sul Saneamento Ambiental Setor Agropecuário Setor Transporte Sindicatos Sistema de Cogeração Tecnologia Nuclear Teor de Carbono Termelétrica Three Mile Island Transporte Tratamento de Água Tratamento de Efluentes Tratamento de Resíduos Sólidos Tratamento do Ar Usina Elétrica Usina Nuclear Usinas Eólicas Usinas Termelétricas Vantagens Vazamentos de Óleo Yellow cake Zero Poluição

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.