Ambiente Resíduos

Projeto Coco Verde

A popularização da água de coco desencadeou um aumento progressivo de seu consumo, onde o apoio da mídia foi fundamental para disseminar a importância e os benefícios que o consumo da água de coco verde proporcionam a nossa saúde. Este crescimento vem estimulando a produção agrícola do coco verde, que com este incentivo busca a modernização e profissionalização nos processos de plantio, colheita, distribuição e comercialização, para garantir ainda mais o crescimento deste mercado.

Envie para um amigo



O Projeto Coco Verde compreende um sistema cíclico, organizado em várias etapas. Cada uma delas movimenta um ou mais setores da economia com repercussões sociais, ambientais e comerciais. Esta integração acompanha a empresa em cada uma de suas ações, é o compromisso de que estamos envolvidos em uma atividade global e única, onde entendemos que esta atitude é uma obrigação empresarial e que, portanto, faz parte do nosso ciclo comercial e definem nossas premissas básicas, que são: preservação do meio ambiente, proteção da natureza e o bem estar social.

 


q

 

3.1. Estímulo à Produção Agrícola

A popularização da água de coco desencadeou um aumento progressivo de seu consumo, onde o apoio da mídia foi fundamental para disseminar a importância e os benefícios que o consumo da água de coco verde proporcionam a nossa saúde. Este crescimento vem estimulando a produção agrícola do coco verde, que com este incentivo busca a modernização e profissionalização nos processos de plantio, colheita, distribuição e comercialização, para garantir ainda mais o crescimento deste mercado.

A partir deste ponto, a COCO VERDE busca regiões onde os produtores de coco verde proporcionem qualidade de frutos e prazos de entrega regulares. Feito isso, a empresa dá inicio ao processo de compra, onde é realizada uma seleção criteriosa dos melhores frutos, na busca contínua da melhor relação, quantidade de água X fruto. Esta seleção repete-se em outros momentos do processo de distribuição e de vendas.


3.2. Comercialização

A venda e distribuição do coco verde, assim como todas as etapas do Projeto Coco Verde, seguem uma série de procedimentos para que todos os clientes tenham um atendimento personalizado. Os critérios que a empresa avalia nesta fase são: freqüência, quantidade, reciprocidade, correção, pontualidade e fidelidade. Com base nestes ítens a COCO VERDE tem um termômetro de como deverá ser feita a venda e entrega do produto para cada cliente.


3.3. Equipamentos

Para comercialização da água de coco no varejo foram projetados carrinhos, quiosques e mini-quiosques, serpentina de resfriamento com gelo e demais acessórios que garantem a higiene do processo e a popularização do consumo de água de coco. Estes equipamentos e toda orientação de uso estão disponíveis no site : www.projetococoverde.com.br ou www.cocoverderj.com.br ou pessoalmente na empresa Coco Verde RJ.

Através destes equipamentos e do suporte oferecido pela empresa, está aberto um universo de oportunidades de negócios para empreendedores de todos níveis, onde a simplicidade e bons lucros são nossas marcas registradas.  Ganhe R$1,00 por unidade de coco verde vendida.


3.4. Suporte aos Pontos de Venda de Água de Coco

Cada ponto de venda de água de coco necessita de abastecimento e coleta diária. Para os clientes cadastrados, tanto o fornecimento de coco verde, equipamentos e acessórios quanto a coleta do coco sem água, são realizados pela empresa Coco Verde RJ. Através de frota própria, sem nenhum custo adicional, a entrega e a coleta do coco verde é feita com o uso de sacos com capacidade para 10 ou 20 unidades, evitando com isso acidentes, desperdícios e ocupação inadequada de espaços, o que facilita também o manuseio e transporte.


3.5. Coleta de Coco Verde sem Água

A coleta do coco verde sem água é outra ação que demonstra que a COCO VERDE põem em prática tudo aquilo em que acredita e entende como sua obrigação. Para a COCO VERDE esta atitude é apenas uma antecipação das futuras determinações e legislações; afinal cada um deve ser responsável pelo lixo gerado pelo seu negócio. Cabe lembrar que a cidade do Rio de Janeiro tem um consumo diário médio (inverno/verão) de 420 mil cocos. Cada coco gera 1,5 kg de lixo, isso acarreta 630 toneladas que são recolhidos por empresas privadas (em shoppings, etc.) e principalmente pela COMLURB, que, por ser uma empresa de limpeza pública, tem seus custos pagos pela população, isto é, quanto mais lixo produzido, mais custos, conseqüentemente, mais impostos. A partir de agora você já sabe, o coco verde deixou de ser lixo !


3.6. Reciclagem do Coco Verde sem Água

O coco verde sem água é coletado e reciclado nas instalações do Projeto Coco Verde, onde são desenvolvidos produtos cuja matéria prima é o coco verde reciclado. Não se conhece o limite de produtos possíveis, e através de um processo inovador e exclusivo são produzidos, em escala industrial, mais de 100 produtos, entre os quais: vasos, placas e palitos para paisagismo, forragem, substrato, material de decoração, placas acústicas e térmicas, etc. Alguns dos produtos do coco verde reciclado substituem, com inúmeras vantagens, todos artefatos produzidos com o xaxim, que em extinção, tem sua extração regulamentada por lei. Neste caso, o Projeto Coco Verde contribui com a preservação ambiental e oferece alternativa vantajosa para vários segmentos da agricultura, indústria e comércio que tem o xaxim como componente principal ou complementar de seus produtos.


3.7. Linha Reyam

A linha Reyam de produtos de coco verde reciclado é a contribuição da COCO VERDE para a preservação da natureza e do meio ambiente. Voltada para o segmento de paisagismo, jardinagem e decoração. É composta por vasos, placas e palitos de diversos modelos e tamanhos, forragens, substratos. Além de placas para isolamento acústico e térmico.


3.8. Estímulo ao Consumo de Água de Coco Verde

Com a Campanha "Líquido da Vida" o Projeto Coco Verde executa ações de incentivo, aprimoramento, qualificação para todo o ciclo do coco verde. Desde a produção, a compra, a distribuição até a conscientização da sociedade sobre como o coco verde pode melhorar a qualidade de vida e saúde de seus consumidores.


3.9. Ação Social

A COCO VERDE além da preocupação com o meio ambiente também investe em ações sociais. Atualmente, são dois projetos em andamento. O primeiro em parceria com o Núcleo 1, cooperativa de ex-presidiários do Rio de Janeiro que auxilia ex-presidiários na sua reintegração a sociedade e ao mercado de trabalho. O segundo, contempla a Escola de País, iniciativa da 1ª Vara da Infância e Adolescência do Rio de Janeiro. A empresa cede o carrinho, com equipamento e uniforme completos, sem custo para os beneficiados, que a preço de mercado, valem R$ 1.500,00. Os beneficiados também recebem um treinamento, onde são passadas todas as orientações necessárias para instalação e manutenção do ponto de venda de água de coco verde. A partir daí, a COCO VERDE trata cada um deles como clientes normais, isto é, vende o coco e os demais produtos (copos e garrafinhas),garantindo um lucro de R$ 1,00 por coco, tornando-os auto-suficientes e responsáveis pelo seu negócio.


3.10. Futuro do Projeto Coco Verde

Outros desmembramentos do Projeto Coco Verde estão sendo estudados e avaliados. O nosso compromisso será sempre oferecer soluções que possibilitem acoplar ações que agreguem valor ao nosso negócio, mas que de alguma forma possam minimizar os problemas sociais e ambientais, contribuindo para uma vida mais digna e saudável.

Redação Ambiente Brasil



Publicidade
Confira as principais Tags do ambiente Resíduos Ação Social Acidentes Ambientais Aço ACV Agricultura Água de Coco Alimento Alumínio Amianto Amianto crisotila Análise do Ciclo de Vida ANP Aplicação Arsênio Asbestose Ascaréis Aterro Aterro Controlado Aterro Sanitário Bateria de Ni-Cd Baterias Baterias recarregáveis Benefícios Bibliografia Bifelinas policloradas Biomassa Brasil Cádmio Características Chumbo Classes dos resíduos Classificação Coco Verde Código de Cores Coleta Seletiva Combustível Componentes eletrônicos Compostagem Composto Húmico CONAMA Concreto Asfáltico Contaminação Hospitalar Cuidados Curiosidades Curitiba Decomposição Desperdício Dicas Disposição Final Educação Ambiental Efeito prejudiciais Efeito Tóxico Efluentes Embalagens Embalagens Longa Vida Embalagens plásticas Emissões Atmosféricas Emissões de Poluentes Entulhos Esgoto Estatística EXemplos Experiência Fatores Forro Gerenciamento de Resíduos Gestão ambiental Greenpeace Impactos Ambientais Incineração Índices Industrial Isopor Juiz de Fora Jundiaí Lâmpadas Fluorescentes Lata de Aço Latas de alumínio Legislação Lexiviados Lixão Lixo Lixo comercial Lixo doméstico Lixo Infectante Lixo Tecnológico Lodo Lodo de Esgoto Manejo Manganês Meio Ambiente Mercúrio Metais pesados Metal Monitoramento O que é Óleos Automotivos Óleos Industriais Óleos lubrificantes Óleos usados Óleos Vegetais Papel Periculosidade Perigos PET Pilhas Pilhas alcalinas Pilhas secas Plástico Pneus Polpa moldada Postos de Gasilonas Preservação do Meio Ambiente Processo de re-refino Processo de reciclagem Produtos Produtos Químicos Produtos Recicláveis Programas Projetos Reaproveitamento Reciclagem Reciclagem de Alumínio Reciclagem de òleos Reciclagem de pneus Reciclar Recursos Naturais Redução de Emissão Redução de resíduos Reduzir Resíduo Líquido Resíduos Resíduos gasosos Resíduos Hospitalares Resíduos Inertes Resíduos Não Perigosos Resíduos orgânicos Resíduos Perigosos Resíduos Sólidos Resíduos Tóxicos Resolução Reusar Reutilização Riscos à saúde Riscos Ambientais Rochas Graníticas Saco plástico Sacolas plásticas Saneamento Saúde Serviços de lavanderia Soluções Tempo de degradação Tóxico Tratamento Tratamento de Água Tratamento de Efluentes Tratamento especial Usinas Usos Vantagens Vidro Xisto

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.