Ir direto para o conteúdo

Ambiente Brasil. O maior Portal de Meio Ambiente da América Latina

 

 Ambiente Gestão

Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Industriais

O inventário já iniciou e prevê diagnosticar a situação atual da geração e destinação final de resíduos sólidos industriais, levantando suas quantidades, tipologia, classificação, formas de armazenamento, tratamento e disposição final adotadas pelas indústrias, bem como os estoques existentes em suas instalações.

Envie para um amigo

 

q

O que é?

O Estado do Paraná por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos está realizando o Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Industriais que será executado pelo Instituto Ambiental do Paraná - IAP.

O Inventário Estadual faz parte da estratégia nacional para a Gestão de Resíduos Sólidos Industriais e conta inclusive com recursos do FNMA - Fundo Nacional do Meio Ambiente. O inventário já iniciou e prevê diagnosticar a situação atual da geração e destinação final de resíduos sólidos industriais, levantando suas quantidades, tipologia, classificação, formas de armazenamento, tratamento e disposição final adotadas pelas indústrias, bem como os estoques existentes em suas instalações.

 

Objetivo

Conhecer e caracterizar os resíduos industriais gerados no Paraná, objetivando subsidiar uma política de gestão voltada para não geração, minimização, reutilização, reciclagem, tratamento e destinação final adequada e segura dos resíduos industriais.

 

O que deve ser informado

  • Resíduo do processo de produção e embalagem;
  • Embalagens descartadas;
  • Resíduos de refeitórios;
  • Resíduos de escritórios;
  • Resíduos gerados nos sistemas de controle da poluição.

 

Base legal

  • Resolução do CONAMA n.06 de 15 de junho de 1988, que estabelece a obrigatoriedade da realização do Inventário.
  • Lei Estadual 12.493 de 22 de janeiro de 1999, estabelece a obrigatoriedade da fonte geradora de resíduos sólidos industriais se cadastrar no IAP, informando quantidades e tipos de resíduos gerados para fins de Controle e Inventário.

Sua atualização deverá atender aos prazos estabelecidos pelo Instituto Ambiental do Paraná.

 

Benefícios

  • Implementação da Política Estadual de Gestão de Resíduos Sólidos Industriais;
  • Difusão de Tecnologias mais limpas que possibilitem a não geração de resíduos;
  • Minimização da geração, aumento da reutilização, reciclagem e eliminação da destinação final inadequada;
  • Viabilização de novos empreendimentos de gerenciamento e reutilização de resíduos;
  • Geração de novos empregos e renda;
  • Disponibilização de dados para novas pesquisas e desenvolvimento tecnológico.

 

Vantagens

Preenchendo corretamente o formulário do Inventário e o enviado ao IAP no prazo determinado, a Indústria receberá a Declaração de Participação no Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Industriais, o que a tornará apta a participar do Prêmio Paraná Ambiental categoria "Gestão de Resíduos Industriais" neste ano.

 

Como Participar

Através do preenchimento e envio ao IAP do formulário específico recebido:

  • para o endereço Rua Engenheiro Rebouças, 1206, CEP 80215-100, Curitiba-PR
  • ou para o e-mail: inventario@pr.gov.br

Empresas que ainda não foram chamadas e tem interesse em participar do Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Industriais poderão obter o formulário pela internet no endereço eletrônico: http://www.pr.gov.br/iap/inventario.htm

Em caso de dúvidas no preenchimento do formulário, ou qualquer outro esclarecimento, está disponível a Central de Atendimento no IAP, fone: (41) 334 4058, das 13 - 18h de segunda a sexta-feira.

 

Fonte: Instituto Ambiental do Paraná



Publicidade
Confira as principais Tags do ambiente Gestão 14000 ABNT Acidentes Ambientais Ações Ambientais Administração Agenda 21 Água Alternativa Energéticas Amazônia Ambientais Ambiental Aquecimento global Artigo Avaliação Ambiental Barragens Bens Naturais Bibliografia Camada de Ozônio Capacitação Profissional Carbono Certificação de Produtos Certificado Chuva ácida Ciclo do Carbono Clorofluorcarbonos CO2 Código de Ética Comprometimento Conceito Consciência Ecológica Conscientização Conselhos Ambientais Consumo Sustentável Contabilidade Social Controle COP-9 Credenciamento Créditos Créditos de carbono Crescimento Econômico Curiosidades Custos Dano e efeitos ambientais Degradação Desastres Ambientais Descaso Desenvolvimento Limpo Desenvolvimento Sustentável Desmatamento Desordenada Detritos Dióxido de Carbono Direito Direito Ambiental Direitos Humanos Eco 92 Ecologia Ecomarketing Economia Ecosistema Efeito Estufa Emissão de Gases Emissões de Poluentes Energia Energia Alternativa Energia Renovável Erosão Estado Estatuto Financiamento Fluxo Fotosíntese Fronteira Gestão ambiental Globalização Governo IBAMA Impactos Ambientais Implementação Imposto Indústria Instrumentação Internacional ISO ISO 14001 Kyoto Legislação Lei Licenciamento Limpa Maio Marketing Mecanismo Mecanismos Meio Ambiente Meio-Ambiente Mercado Metrologia Mineração Modelo Mudanças Climáticas Negócios Normalização Normas Ambientais O que é ONGs Operação Organismos OSCIP Papeis verdes Paraná Passivo Planejamento ambiental Políticas Ambientais Poluição Problemas ecológicos Produção sustentável Produtos Projetos Projetos ambientais Propriedade Rural Protocolo Protocolo de Kyoto Pública Qualidade Ambiental Reciclagem Recuperação Ambiental Recursos biológicos Recursos Naturais Recursos Renováveis Redução de Emissão Reflorestamento Reforma tributária Relatório Reservas Resíduos Resíduos Sólidos Responsabilidade Ambiental Responsabilidade Social Resseguradoras Rio +10 Rio 92 Riqueza Roteiro Saneamento Ambiental Sequestro de Carbono SGA Sistema Sobrevivência Socio-ambiental Sustentabilidade Tecnologia Tecnologia Renovável Terceiro Setor Termo de Parceria Transgênicos UNFCCC Urbanização Urbano

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2011 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.