Ir direto para o conteúdo

Ambiente Brasil. O maior Portal de Meio Ambiente da América Latina

 

 Ambiente Florestal

Queimadas, Incêndios Florestais

Segundo dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), durante o período de junho a novembro, grande parte do país é acometido por queimadas, que se estendem praticamente por todas as regiões, com maior ou menor intensidade.

Envie para um amigo

 

 

q

Segundo dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), durante o período de junho a novembro, grande parte do país é acometido por queimadas, que se estendem praticamente por todas as regiões, com maior ou menor intensidade. O fogo é normalmente empregado para fins diversos na agropecuária, na renovação de áreas de pastagem, na remoção de material acumulado, no preparo do corte manual em plantações de cana-de-açúcar etc. Trata-se de uma alternativa geralmente eficiente, rápida e de custo relativamente baixo quando comparada a outras técnicas que podem ser utilizadas para o mesmo fim. Os Estados que, tradicionalmente, apresentam maior número de focos de calor são Mato Grosso e Pará.

 

Focos de Calor

As queimadas são praticadas na preparação do solo para a agricultura, e a seca são as principais causas do alastramento do fogo nas matas do país. Nas tabelas abaixo segue a evolução dos focos de incêndio:

 

Paraná
Meses  2000   2001   2002   2003 
Janeiro 34 - 47 43
Fevereiro 9 - 24 23
Março - - 19 34
Abril - 44 94 80
Maio - 33 65 143
Junho - 54 115 157
Julho - 137 96 193
Agosto 926 370 547 501
Setembro 407 113 565  1.446 
Outubro 18 - 237 692
Novembro 92 - 151 351
Dezembro 170 - 127 140
 Total (média)   1.656  751  2.087   3.803 

 

Brasil
Meses  1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003
Janeiro - - 1.670 1.997 560 1.654 3.603
Fevereiro - - 9.359 2.666 1.139 1.570 2.367
Março - - 780 850 1.510 1.679 3.181
Abril - - 565 431 1.112 1.682 1.902
Maio - 1.081 1.215 2.273 2.112 3.818 3.871
Junho 814 2.914 2.562 6.316 8.461 10.840 10.549
Julho 3.629 7.198 5.841 4.933 6.762 10.770 19.398
Agosto 17.257 32.112 32.170 24.234 32.911 47.266 27.681
Setembro 20.580 33.613 31.936 24.775 3.713 61.012 57.262
Outubro 14.188 18.638 24.153 27.102 - 52.077 43.058
Novembro 4.053 5.823 9.753 8.496 - 30.356 23.010
Dezembro - 3.911 5.963 4.645 - 11.649 15.061
 Total (média)   60.521   105.290   125.967   108.718   58.280   243.373   210.943 

obs.: (-) dados indisponíveis. Fonte das tabelas: Inpe - Instituro de Pesquisas Espaciais.

 

Diferenças entre focos de calor, incêndio e queimadas:

Focos de calor: Qualquer temperatura registrada acima de 47ºC. Um foco de calor não é necessariamente um foco de fogo ou incêndio.

Queimadas: A queimada é uma antiga prática agropastoril ou florestal que utiliza o fogo de forma controlada para viabilizar a agricultura ou renovar as pastagens. A queimada deve ser feita sob determinadas condições ambientais que permitam que o fogo se mantenha confinado à área que será utilizada para a agricultura ou pecuária.

Incêndio Florestal: É o fogo sem controle que incide sobre qualquer forma de vegetação, podendo tanto ser provocado pelo homem (intencional ou negligência), quanto por uma causa natural, como os raios solares, por exemplo.

q

As queimadas são proibidas?

As queimadas são autorizadas pelo Ibama sob critérios técnicos, como os aceiros, por exemplo, que impedem a propagação do fogo além dos limites estabelecidos. Ao receber a autorização para a queimada, o proprietário da área é instruído sobre a melhor maneira de executar o trabalho. O Ibama também distribui material educativo sobre as queimadas em regiões onde essa prática é usual. Em situações especiais, o Ibama pode proibir as queimadas, o que não impede que elas ocorram de forma ilegal, provocando incêndios florestais.

Principal causa dos incêndios florestais

A principal causa de incêndios na floresta tropical é a ação desordenada provocada pelo homem que, ao promover o desmatamento e utilizar o fogo de maneira desordenada, cria condições favoráveis para a ocorrência de grandes incêndios.

Como evitar os incêndios?

l - Fazer queimadas somente com autorização do Ibama e de forma controlada, com a construção de aceiros - barreiras que impedem a propagação das chamas. O aceiro pode ser feito em forma de vala ou limpeza do terreno de modo a obstruir a passagem do fogo

2- apagar com água o resto do fogo em acampamentos para evitar que o vento leve as brasas para a mata, causando incêndios

3 - não jogar pontas de cigarro acesas próxima a qualquer tipo de vegetação

4 - está proibido o uso de fogo em áreas de reservas ecológicas, preservação permanente e parques florestais


Penalidades

q

Os infratores estarão sujeitos às penas previstas nos artigos 14 e 15 da Lei 9.605 (Lei de Crimes Ambientais). As penas podem chegar a prisão (de três a seis anos) e multas de até R$ 4.960,00. O valor será aumentado com a regulamentação da Lei, pelo Ministério do Meio Ambiente, podendo variar de R$ 50,00 a R$ 50 milhões.

Na visão global, o fogo é considerado natural, pois o número de focos de calor, queimadas e incêndios nesta época de seca prolongada em todo o hemisfério sul. Fazer queimadas para uso agropecuário é uma prática cultural não só do Brasil e de difícil substituição. Caso fossem observadas as normas para queimada controlada e se a população contribuísse deixando de jogar pontas de cigarro acesas nas margens das estradas, apagassem restos de fogo em acampamentos e tivessem maiores cuidados ao lidar com o fogo, seriam menores as estatísticas.

Da Redação do Ambiente Brasil



Publicidade
Confira as principais Tags do ambiente Florestal Agricultura Agrossilvicultura Agrossilvipastoril Água Alimentação Amanita Amazônia Amostragem Animais silvestres Araucária Área de Preservação Área Protegida Artigo Banco de Sementes Bibliografia Biodiversidade Borracha Bracatinga Brotação Características Carregamento Carvão Castanha-do-brasil Celulose Cerrado Certificação de Produtos Certificação Florestal Certificado Certificado Fitossanitário CFOC Classificação Cobertura Florestal Comércio Conceito Consciência Ecológica Conservação Ambiental Consumo de Madeira Controle Controle Ambiental Copaíba Cortiça Culinária Curiosidades Custos Dados Dano e efeitos ambientais Desbastes Descascamento Desenvolvimento Sustentável Desmatamento Doenças Dossel Economia Erva - Mate Espaçamentos Espécies Espécies Exóticas Estatística Estradas Estrutura Estrutura Fundiária Eucalipto EXemplos Exploração Extinção Extração Fitossociológico Floresta Tropical Florestal Florestas Fluxograma Fogos Fomento Fragmentação Fungo Geneticamente Modificados Genoma Gestão ambiental Gestão Florestal Governo Herdabilidade Incêndio Indústria Instituições Invasão Biológica Inventário Florestal IPAM Látex Legislação Lista Espécies Localização Lodo de Esgoto Macaco Madeira Manejo Manejo Florestal Mapa Matas Ciliares Material Genético Melhoramento Genético Mercosul Miltiplicação Vegetativa Mogno Monitoramento Nomenclatura Normalização Normas Ambientais Objetivos ONGs Operação Palmito Palmito Juçara Paraná Pasta Patauá Perguntas Permacultura Pinhão Pinus Planejamento ambiental Plantas Plantio PNF Poda Poluição Praga Premissas Preservação Ambiental Prevenção Princípios Privado Produção Produtos Produtos Madereiros Projetos Projetos ambientais Proteção Pública Qualidade da Madeira Queimada Recuperação Ambiental Reflorestamento Segurança Seleção Selos Sementes Seringueira Silvicultura Silvipastoril Sistema Agroflorestais Solos Substrato Sustentabilidade Técnicas Tipos de viveiros Transporte Uso do Solo Usos Vantagens Vegetação Vespa da Madeira Viveiros

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2011 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.