Ambiente Fauna

Guará ou lobo-guará (Crysocyon brachyurus)

É o mais bonito e elegante representante de sua família no Brasil. Tem as pernas muito altas e esguias, a cabeça também é alongada e as orelhas são grandes.

Envie para um amigo

 

Classe:  Mammalia

Ordem: Carnivora

Família: Canidae

Nome científico:  Crysocyon brachyurus

Nome vulgar: Guará ou lobo-guará

Categoria:  Ameaçada

Características: É o mais bonito e elegante representante de sua família no Brasil. Tem as pernas muito altas e esguias, a cabeça também é alongada e as orelhas são grandes, eretas e com o pavilhão aberto para diante. Sua cor geral é parda avermelhada, mais clara na região ventral e mais escurecida na dorsal. As patas são inteiramente negras. Cabeça pequena, orelhas grandes, focinho afilado. Alimentam-se de pequenos roedores, aves, répteis, peixes, insetos, moluscos e frutas silvestres, como a lobeira, um fruto parecido com o tomate. Período de gestação 62 a 66 dias. Número de filhotes de 1 a 5, mas em média 2. Os filhotes nascem pesando de 340 a 410 gramas e desenvolve-se rapidamente. Ao nascerem, os lobinhos são negros, mas com aproximadamente 10 semanas sua pele já apresenta o avermelhado característico e com 15 semanas seu corpo já possui o tamanho de um lobo-guará adulto. Atinge a maturidade sexual com um ano.

Longevidade: 13 anos.

Época reprodutiva: julho a agosto. Atinge a maturidade após os 3 anos. Hábitos crepusculares noturno, solitários e nadam muito a procura de alimentos (precisa de 15 km em linha reta para sua sobrevivência). Há alguns anos o lobo-guará podia ser encontrado do Piauí ao Rio Grande do Sul, além do Paraguai e Argentina.

Altura: 74 a 87 cm

Peso: Peso adulto 30 kg

Comprimento: Corpo e cabeça atingem de 1,20 a 1,30 m e a cauda até 40 cm

Ocorrência Geográfica: Cerrado, Pantanal, Campos do Sul, Região Centro-Oeste do Brasil, Região Sul do Brasil, Região Nordeste do Brasil, Região Sudeste do Brasil e  Floresta Atlântica.

Categoria/Critério: Ameaçada/Vulnerável - Destruição de habitats, perseguição e populações em declíneo. Classificado como espécie vulnerável pela IUCN (1976) e em perigo pela USDI (1980), apêndice 2 da CITES. Está extinguindo-se pela ação das queimadas e desmatamento, além da caça predatória.

Observações adicionais: O lobo-guará é o maior canídeo da América do Sul. É um primo distante dos cães do pólo-norte e parente próximo da raposa-do-campo e do cachorro-do-mato. É muito tímido e solitário, mas não é feroz como muitos pensam. O lobo-guará só ataca quando está com medo. Uma antiga lenda popular brasileira também contribui para a matança deste animal, diz-se que se pode obter sorte arrancando o olho esquerdo de um lobo-guará vivo.

Cientista que descreveu: Illiger, 1815

Fonte: MMA/SINIMA



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.