Ambiente Ecoturismo

Rapel - Rapel em Cachoeira

O rapel nada mais é do que a técnica usada para efetuar uma descida vertical com o auxílio de uma corda.

Envie para um amigo

 

Rapel

O rapel nada mais é do que a técnica usada para efetuar uma descida vertical com o auxílio de uma corda. O que poucos sabem é que ele se diferencia totalmente dependendo do esporte onde você o aplica. É errado por exemplo se fazer um rapel em uma cachoeira da mesma forma que em um abismo de caverna. As dificuldades técnicas de cada ambiente exigem conhecimentos específicos da técnica do rapel, tornando-o bem mais seguro e eficaz dependendo da situação. Basicamente três esportes utilizam o rapel: a escalada, a espeleologia e o canyoning. Durante a descida, pode-se balançar e fazer várias manobras, o que realmente torna o esporte atraente e gostoso de praticar.

Equipamentos:

O rapel, assim como o canyoning, utiliza equipamentos adaptados da espeleologia e do alpinismo, podendo-se distinguir os individuais e os coletivos.

Os equipamentos individuais são aqueles que vão no corpo da pessoa e consistem basicamente em:

- Capacete;

- Cadeirinha apropriada (para canyoning, rappel, alpinismo ou espeleologia);

- Auto seguro ou solteira (trecho de corda que prende o praticante à um ponto fixo nas áreas consideradas de risco);

- Freio descensor (equipamento que proporciona ao usuário o controle da descida em corda. Há vários tipos e o mais comum é o oito);

- Mosquetões com trava (elos de metal com abertura - gatilho - para conectar outros equipamentos, trazendo trava de segurança);

- Calçado ambivalente (caminhar/nadar);

- Luvas;

- Joelheiras;

- Cotoveleiras;

- Roupa de borracha (neoprene).

 

Os equipamentos coletivos são aqueles usados pelo grupo como um todo:

- Cordas de descida (cordas especiais para a execução do rappel - técnica de descida em corda);

- Mosquetões com trava e capacidade para grandes esforços;

- Material de ancoragem (materiais específicos para amarração em pontos naturais ou artificiais fixos, onde são dependuradas as cordas de descida);

- Mochila ou saco estanque;

- Mochila de pvc, vasada (para as cordas e ferragens).

 

Locais para a prática:

São Paulo

- Gonçalves

- Paraisópolis

- Pedreira do Dib - Mairiporã

- Pedra do Baú - São Bento do Sapucaí

- Campinas

- Brotas

- Valinhos

- Ilha Bela

- Parque Estadual da Ilha do Cardoso

- Socorro

Rio de Janeiro

- Pico das Agulhas Negras - Itatiaia

- Parque Nacional do Itatiaia - Itatiaia

- Parque Nacional da Serra dos Órgãos - Teresópolis

- Ilha Itanhangá - Angra dos Reis

- Rio Mambucaba - Angra dos Reis

Minas Gerais

- São Tomé das Letras

- Parque Natural do Caraça

- Rio Acima

- Parque Nacional da Serra do Cipó

Outras Localidades

- Parque Nacional do São Joaquim-SC

- Serra do Rio do Rastro

- Chapada do Veadeiros-GO

- Faxinal-PR

- Prudentópolis-PR

- Parque Estadual da Pedra da Boca-PB

- Serra Gaúcha-RS

- Parque Nacional de Aparados da Serra-RS

- Fernando de Noronha-PE

- Bonito-MS

- Rio Cachoeira-PA

- Monte Roraima-RR

- Chapada Diamantina-BA

Ambiente Brasil



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.