Ir direto para o conteúdo

Ambiente Brasil. O maior Portal de Meio Ambiente da América Latina

 

 Ambiente Ecoturismo

Trancoso - BA

Local de muitas belezas naturais, Trancoso foi descoberto pelos hippies nos anos 70 e desde lá se desenvolveu bastante, mas manteve suas riquezas naturais preservadas. Para quem busca tranqüilidade ou aventura, Trancoso é o lugar ideal.

Envie para um amigo

Suas belas praias, algumas desertas e outras próprias para o surf, por exemplo, e a oportunidade de praticar diferentes esportes, como mountain bike, kitesurf, entre outros, atrai muitos visitantes.

 

História e Cultura

Trancoso é distrito do município de Porto Seguro e nasceu no ano de 1586, com o nome de São João Batista dos Índios. O objetivo de sua criação era proteger o pau-brasil dos contrabandistas, na época que a madeira era extraída para exportação para Europa. Podem se observar em Trancoso algumas construções da época do descobrimento que foram conservadas, como as casinhas na área do “Quadrado”, que hoje se transformaram em bares, lojas e restaurantes. No Quadrado também foram conservadas árvores centenárias, como jaqueiras, amendoeiras e jacarandás.

 

Clima

O clima é quente durante o verão e úmido e sub-úmido durante o inverno, com temperatura média anual de 24,4°C.

 

Vegetação e relevo

Porto Seguro tem apenas 25 % de sua vegetação nativa, a Mata Atlântica, preservada. O crescimento e urbanização desestruturada, com populações com pouquíssima infra-estrutura, vivendo em favelas, além do desmatamento, tem contribuído cada vez mais com a degradação dessas áreas. O crescimento desordenado também afetou os manguezais, presentes nas proximidades de Porto Seguro. Com coloração cinza-escuro, muito sal e matéria orgânica, têm sido bastante danificados pelas drenagens e aterros feitos para possibilitar construções no local. A restinga está presente em áreas de praia e abriga espécies vegetais peculiares. A restinga herbácio-arbustiva está localizada em corredores litorâneos e se intercalam em áreas mais ou menos abertas, com árvores isoladas. Há também regiões de mata ciliar, vegetação arbórea que forma florestas úmidas, que está presente nas margens dos rios e locais de drenagem.

A região é de planície costeira, composta por lagoas, brejos, dunas e praias.

 

Alimentação

A gastronomia indígena sofreu influência dos negros, quando esses chegaram ao Brasil na época da escravidão. A mistura dessas duas culturas deu origem aos pratos típicos baianos como vatapá, moqueca, acarajé, feijoada, caruru e sarapatel, disponíveis nos restaurantes e cabanas do centro e das praias de Trancoso.

 

Hospedagem

Trancoso tem grande variedade de resorts, pousadas e hotéis no centro, nas praias, além do bairro das Pombas e da Estrada dos Macacos.

 

Dicas gerais

Vale a pena visitar o Arraial d’Ajuda, que tem 20 quilômetros de praias com águas limpas e mornas, além de um parque aquático, regiões de manguezais e arrecifes, e Caraíva, uma vila de pescadores totalmente preservada. Porto Seguro é, com certeza, outro ótimo lugar para se divertir e encontrar belezas naturais.

 

Atrações

Atividades noturnas: A Praça do Quadrado é a principal atração da noite de Trancoso. Os bares e restaurantes são responsáveis pelo agito da cidade. Na praça também estão a sede da Fundação Quadrilátero do Descobrimento, a Igreja de São João Batista, construída no século XVII, além de diversas lojas de artesanato e casinhas térreas, construções antigas típicas da região.

Kitesurf: No kitesurf, o surfista é impulsionado por uma pipa. O suíço David Varilek foi responsável por trazer o esporte para o Brasil, em Trancoso no ano de 1999, e hoje divulga e pratica na cidade.

Mountain bike: Na cidade são promovidos passeios de mountain bike tanto para iniciantes como para profissionais, desde percursos mais curtos com 22 quilômetros de extensão e duas horas de duração até passeio mais longos, de 50 a 100 quilômetros com duração de seis horas. O visitante pode escolher passar pela praia, o Vale dos Búfalos ou até mesmo seguir por uma trilha cheia de erosões, areia e ladeiras.

Parque Monte Pascoal: O Monte Pascoal é o lugar aonde os portugueses chegaram, em 1500, ao Brasil. O Parque Monte Pascoal tem três áreas de proteção ambiental, trechos de Mata Atlântica preservada e praias com um visual lindo são as atrações do local. Para conhecer a região os visitantes podem alugar cavalos e escolher percorrer tanto trilhas rápidas como mais demoradas. A trilha que vai do Arraial D’Ajuda até Trancoso é pela Mata Atlântica e tem aproximadamente 30 quilômetros.

Ponta do Corumbau: A 80 quilômetros ao sul de Trancoso está a reserva extrativista dos pescadores da aldeia de Corumbau. Os recifes chegam a até 10 quilômetros no mar, onde os visitantes podem praticar mergulho e observar a variedade de animais marinhos. No Rio Corumbau é possível fazer um passeio de caiaque por uma região ainda bastante preservada e muito bonita. Para chegar ao local leva-se aproximadamente uma hora e meia de lancha.

Praia dos Nativos e Praia dos Coqueiros: A Praia dos Nativos e a dos Coqueiros são as mais visitadas por mergulhadores de Trancoso. A Praia dos Coqueiros tem recifes que formam piscinas naturais, além de um enorme manguezal, que protege o local da entrada de carros.

Surf: O mar em Itapemirim parece ter sido feito para os surfistas. Suas ondas de meio a um metro quebram para os dois lados. Em dias de mar bravo chegam a ter dois metros.

 

A praia de Patimirim, que fica ao sul de Trancoso, é quase sempre deserta. Com ondas propícias para o esporte, seus principais visitantes são os surfistas.

 

http://webventura.estadao.com.br



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.