Ambiente Ecoturismo

São Francisco Xavier - SP

Situado ao norte do município de São José dos Campos, com 322 km² de área, São Francisco Xavier convive com uma paisagem natural privilegiada, com fortes declives e grandes altitudes.

Envie para um amigo

O Distrito de São Francisco é considerado uma área de Proteção Ambiental Federal, por fazer parte da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul. A vila está a 720 metros de altitude e a uma distância de 54,8 km, por asfalto, de São José dos Campos e mantém ainda a característica de um pequeno povoado do interior, com artesanato típico da região e festas religiosas, que atraem um número expressivo de pessoas. São Francisco Xavier tem várias trilhas para caminhadas e para mountain bike.

Também há no Distrito uma rampa de vôo livre e vários pontos com altitudes apropriadas para praticar paraglider, além de diversos rios e córregos apropriados para a canoagem e bóia-cross. O potencial turístico de São Francisco pela riqueza de seu meio ambiente é inegável. Por isso, a prefeitura local pretende transformar o local em um destaque entre os destinos para a prática de esportes de aventura e para a apreciação de regiões com vegetação natural. Entretanto, o Distrito deve ser explorado com racionalidade, tendo em vista a recuperação, preservação e utilização racional dos recursos naturais.

 

História e Cultura

Os escravos do Sr. Luciano José das Neves trouxeram para sua fazenda a imagem de São Francisco Xavier (vinda do Rio de Janeiro). Construíram uma capelinha, onde os tropeiros paravam e faziam suas preces e ali muitas famílias resolveram ficar e plantar um pedaço de chão. Nesta época, a região servia de passagem e pouso para tropeiros que vinham de Minas Gerais para São Paulo e vice-versa. A trilha utilizada descia a Serra de Santa Bárbara por entre a mata fechada, passando pelo Roncador e Água Soca, dirigindo-se para o Bairro de Santana, o principal núcleo comercial da época.

 

Clima

Clima tropical de montanha, com uma temperatuara anul média de 17,5°C, apresentando, nos pontos mais altos do Distrito, uma vegetação tipicamente alpina, com tmperaturas que, durante o inverno são um atrativo para os turistas que buscam o frio das montanhas do Vale do Paraíba.

 

Vegetação e relevo

A vegetação original da região de São José dos Campos era composta por campos nas margens do Rio Paraíba do Sul e seus afluentes, além de florestas do tipo subcaducifólia tropical que se prolongava em gradiente vegetacional até a Mata Atlântica, com manchas de cerrado envolvidas por áreas florestais.

Os sucessivos desmatamentos praticamente removeram a vegetação original e atualmente esta vegetação resume-se a pequenas manchas restritas aos meandros do Rio Paraíba do Sul, as vezes aparecendo como mata ciliar e alguns remanescentes nos contrafortes da Serra da Mantiqueira, principalmente no Distrito de São Francisco Xavier.

Fortes declives e grandes altitudes, cuja culminância é o Pico de Selado, com 2.082 metros, de onde se avista as cidades vizinhas, compondo um relevo harmonioso de montanhas e vales.

 

Alimentação

Muitos restaurantes, lanchonetes e pizzarias proporcionam as refeições.

 

HospedagemPara atender o aumento da procura por São Francisco, tanto pelas suas festas tradicionais como para o turismo ecológico, o distrito dispõe de hospedarias, pousadas e até áreas de camping, além de um crescente número de pessoas que lá construíram casas de campo devido ao clima de montanha da região.

 

Dicas gerais

Ao contratar um guia para sua aventura tenha certeza de que ele é corretamente certificado para a atividade. Assim o risco de acidentes durante o passeio será menor. Além disso, sempre que for realizar qualquer tipo de esporte de aventura, faça-o com conhecimento técnico e com equipamentos adequados para a prática, além do conhecimento total sobre os procedimentos para garantir a sua segurança.

 

Atrações

Cachoeiras da região: Cachoeira do Roncador

45 metros de altura - Ribeirão Roncador, confluência com o Rio do Peixe. Roteiro: 35 km - SP 50 (17 km), acesso pelo Bairro da Água Sóca, Bairro do Roncador.

Cachoeira das Couves

15 metros de altura - Rio das Couves Roteiro: 2 km a partir do centro do Distrito de São Francisco Xavier. Visita somente com autorização e acompanhamento de guia.

Cachoeira do Turvo

25 m. de altura - Rio Turvo, confluência com o Rio do Peixe. Roteiro: 24km - Estrada Municipal do Bom Sucesso

Cachoeira do Sabão

25 m. de altura em três quedas - Córrego do Sabão, confluência com o Rio do Peixe. Roteiro: 30km - SP 50 (8km), Estrada Municipal do Costinha via Reserva Ecológica Alberto Ruschi

Cachoeira de São Francisco (Pedro David)

É uma cachoeira pública, com 15 metros de altura e várias quedas. Está localizada no Recanto Turístico Pedro David. Cachoeira Pública. Fica no Recanto Turístico Pedro David. Roteiro: 58 km - SP 50 ( 33 km ), Estrada Municipal Pedro David ( 21 km ), 3 km além da Vila de São Francisco, sentido Joanópolis.

Pedra Vermelha: Com 1.836 metros de altitude, se localiza na Serra dos Poncianos, ao norte da Vila de São Francisco Xavier.

Praça Congo Antonio Manzi: Até o ano de 1970 o local da praça era um terreno baldio, com mato e árvores. Hoje temos funcionando na praça um posto da polícia municipal, um ponto de táxi, a rodoviária, vários orelhões, um monjolo, um banheiro público embaixo do coreto, um bebedouro, uma gruta de Nossa Senhora, duas quadras de esportes e playground e um belo jardim. A população em geral usa a praça para encontros, feira de artesanato e atividades culturais e de lazer.

Serra de Santa Bárbara: Com 1.578 metros de altitude, é divisa com o Município de Sapucaí Mirim (MG). Tem belíssima paisagem, águas cristalinas e corredeira entre pedras. Esta localizada na SP 50 (33 km), Estrada Municipal Pedro David (20 km), Estrada Municipal de Santa Bárbara (9 km em terra).

Serra do Queixo D´Anta: Com 1.600 metros de altitude, é a divisa com o Município de Sapucaí Mirim (MG) e tem vista panorâmica de cidades do Vale do Paraíba.

Trilhas para caminhada: Trilha da Revolução

25 km saindo da praça central do Distrito até Monte Verde. Durante o passeio passa por: Cachoeira das Couves (15 m de queda), Vale dos Duendes, Trincheira da Revolução de 32, Olho D'Água.

Observação: Não é possível fazê-la sem autorização e acompanhamento de guia.

Trilha do Jorge

11 km saindo da fazenda do Jorge até Monte Verde.

Usada para prática de mountain bike, trekking e passeio a cavalo. Pelo lado de São Francisco Xavier, com um pouco de sorte, há chance de ver o macaco Muriqui, o maior da América Latina e em fase de extinção.

Trilha de Santa Cruz

13 km saindo até Monte Verde. Usada para prática de mountain bike, trekking e passeio a cavalo. Passando pela Pedra Redonda (1.925 m de altitude), pode-se avistar todo o Vale do Paraíba.

Trilha do Queixo da Anta

Saindo da fazenda até a pedra, com 1740 m de altitude. Também usada para a prática do Rapel com descidas de 65 m na primeira fase e 40 m com negativa na segunda fase.

Trilha do Max

14 km ida e volta, saindo da praça, chegando até a rampa dos 450 m. Durante o passeio passa pela Cachoeira Ferruginosa, Rampa do Funk e Gruta Granítica. Usada para prática de mountain bike, trekking, vôo livre e passeio.

Trilha do UHF

12 km ida e volta. Vista panorâmica da cidade. Usada para a prática de vôo livre, trekking e passeio a cavalo.

Trilha do Rio Manso

30 km saindo da praça até Monteiro Lobato. Usada para cavalgada e trekking. Durante o passeio passa por: Serra do Rio Manso, Bairro do Sousas, Fazenda do Boliviano, chegando em São Benedito.

Trilha do Pouso Frio

25 km ida e volta. Usada para cavalgada e trekking. Passa pelo Bairro da Lavra e na volta pela Pedra do Davi.

 

http://webventura.estadao.com.br



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.