Ambiente Ecoturismo

Peruibe - SP

Localizada no litoral sul do estado de São Paulo, a cidade de Peruíbe oferece algumas opções de ecoturismo e lazer.

Envie para um amigo

Com grande potencial turístico, o lugar reúne praias, cachoeiras e rios, com destaque para a famosa Lama Negra – um mineral rico em propriedades medicinais que pode ser desfrutado no Complexo Termal. Tem ainda o privilégio de ser considerada “Portal da Juréia”. Peruíbe tem população fixa de 52.000 habitantes, mas é invadida por turista durante os feriados e alta temporada.

 

História e Cultura

A construção da Igreja de São João Batista pelos padres Leonardo Nunes e José de Anchieta dão início ao povoado, em 1530. Hoje, o que sobrou da construção são as Ruínas do Abarebebê, próximas à praia no balneário do Convento Velho, e que hoje são atração turística. “Peruíbe” deriva do tronco tupi, e a tradução é “Rio do Cação”. A aldeia indígena, que em 1565 obrigou a saída de Anchieta das proximidades, é aos poucos extinguida. Peruíbe então renasce de uma pequena colônia de pescadores. Seu desenvolvimento chega junto com a ferrovia, durante a década de 1950 e a aberturas das estradas para o litoral sul paulista. Com isso, houve um considerável aumento nas atividades imobiliária e comercial. No dia 18 de fevereiro de 1959, Peruíbe foi elevada à categoria de município, e 15 anos depois fora reconhecida como estância balneária. Curiosamente, a cidade hoje é muito visitada por ufólogos, em razão de diversos casos de seres extra-terrestres relatados por antigos moradores.

 

Clima

Subtropical, com temperatura média anual de 21ºC.

 

Vegetação e relevo

A cidade apresenta 4 tipo distintos de vegetação: restinga, mata atlântica (planície e encosta), manguezais e campos de altitude (vegetação de topo de morro).

A região compreende planície litorânea, dunas, restingas e serras. No perímetro urbano, o terreno é plano. A topografia é acidentada em torno 60% da área do município, onde estão algumas montanhas, como a Serra do Itatins. As formações rochosas de destaque são as Pontas da Juréia, do Grajaúna e do Una. Altitude Média: 5,884 m. Área: 358,3 Km2.

 

Alimentação

Restaurantes para todos os gostos, principalmente nas avenidas Padre Anchieta e Beira Mar.

 

Hospedagem

Há incontáveis hotéis, pousadas e chalés espalhados em quase todos os bairros da cidade.

 

Dicas gerais

Não deixe de visitar a Estação Ecológica Juréia-Itatins, declarada patrimônio da humanidade pela Unesco. A cidade de Peruíbe tem um pedaço de seu território dentro dela.

Atrações

Cachoeiras: Destacam-se sete cachoeiras, sendo que duas delas – Paraíso e Tetequera – encontram-se dentro da estação ecológica e são excelentes para banho. No rio Guaraú, próximo à cachoeira das Antas, é possível a prática de canoagem. Já a cachoeira Mobel, na zona rural, próxima ao bairro Cossoca, tem na trilha de acesso um atrativo extra. De fácil acesso, há o Poço do Guaraú, a cerca de 6,4 km do centro, e o Poço Azul, próximo a uma aldeia indígena.

Caminhada Visual: Caminhada até a torre de Transmissão de TV, onde se tem um visual panorâmico da cidade. É um bom local para fotografar e observar uma das maiores distâncias contínuas de Mata de Restinga, que vai da linha da praia até o Parque Estadual da Serra do Mar e ilhas.

Caminho do Imperador: Uma boa opção de caminhada em Peruíbe é o Caminho do Imperador. São 50 quilômetros de distância, passando por serras, rios, cachoeiras e lindas praias. Leva esse nome porque é um acesso remanescente dos mensageiros de El Rei, que transportavam suas correspondências.

Complexo Termal: Peruíbe oferece alternativas de tratamento termal, como a Lama Negra. Além de ser medicinal é também um grande recurso de estética e relaxamento.

Ilha das Cobras: Das nove ilhas e uma laje marinha na faixa costeira de Peruíbe, a Ilha das Cobras é o destaque. Em suas proximidades, há dois navios afundados. Na Ilha Queimada Pequena, não há praia nem água potável. O local é procurado por pescadores e mergulhadores.

Surf: A praia do Guaraú, localizada entre a foz do rio Guaraú e a conhecida Península, atraem diversos surfistas. Outra opção para a prática deste esporte é a praia do Juquiazinho, no interior da Estação Ecológica Juréia-Itatins, com ondas médias.

Trilha da Praia do Índio: Há duas maneira de se chegar à praia do Índio: uma é beirando a costa, pelas rochas. A outra é descer a trilha que se inicia na estrada do Guaraú, de grande beleza natural. A praia tem águas claras e calmas.

 

 

http://webventura.estadao.com.br



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.