Ambiente Ecoturismo

Lajeado de Soledade - RN

A região do Lajedo de Soledade, no Rio Grande do Norte, é famosa não só pelas belezas naturais, mas também pela importância histórica. O entorno do município de Apodi guarda uma laje de calcário de aproximadamente um quilômetro quadrado.

Envie para um amigo

Lá existe um conjunto de abrigos sob a rocha e dezenas de pinturas rupestres e fósseis, que compõem grande parte da atração turística do local. É lá também onde está situada a maior caverna do Estado, a Caverna do Roncador.

 

História e Cultura

O Lajedo de Soledade já foi fundo do mar. É uma formação calcária de milhões de anos atrás. Foi habitado por homens primitivos que deixaram suas marcas nas paredes de calcário e em cavernas esculpidas na chapada. O município de Apodi começou como uma sesmaria, em 1682, depois que expedicionários descobriram um local habitado pelos índios Paiacus, próximo do que hoje é a Lagoa de Apodi. O município foi criado em 1833, mas só teve foro de cidade em março de 1857. Turismo e criação de gado movimentam a economia local.

 

Clima

O clima dominante da região é o semi-árido, caracterizado por uma estação chuvosa nos meses de janeiro a maio, e outra, seca, de julho a dezembro. A temperatura média anual é de 28,5 °C, com mínima de 22 °C e máxima de 35 °C. O clima na região do Lajedo de Soledade está diretamente relacionado ao relevo. Apodi fica situado no começo do Planalto Nordestino, no local onde as massas equatoriais atlânticas são barradas, causando chuva.

 

 

Vegetação e relevo

A Caatinga domina a região do Semi-Árido nordestino, onde está Apodi e o Lajedo de Soledade. A temporada de chuva causa os chamados brejos, áreas alagadas onde o solo é mais fértil.

Localizado no Planalto Nordestino, Apodi fica a uma altitude de 67 metros em relação ao nível do mar. Mesmo não sendo muito alto, é o primeiro obstáculo para massas climáticas que chegam do atlântico. Recentemente foi descoberto um rico manancial de águas cristalinas.

 

Alimentação

Apodi possui pequenos restaurantes que servem a comida local, a base de carne de sol, arroz e feijão.

 

Hospedagem

Apodi tem poucos hotéis e ficam lotados no carnaval. Quem não estiver afim de festa precisa escolher outro período para visitar a cidade.

 

Dicas gerais

Mesmo protegido pela Fundação Amigos do Lajedo de Soledade (FALS), o sítio arqueológico tem marcas de depredação. O local é muito sensível, tome cuidado na hora de visitar. O Carnaval de rua de Apodi é famoso e os hotéis da cidade ficam lotados na época das festas.

 

Atrações

Araras: É a principal divisão do Lajedo de Soledade, possui a maior quantidade de pinturas rupestres na rocha calcária e pequenas grutas.

Barragem de Santa Cruz: Distante 18 quilômetros do centro de Apodi, a barragem é o segundo maior reservatório de água do Rio Grande do Norte, na bacia dos rios Apodi e Mossoró. Possui 600 milhões de metros cúbicos de água, o que atende a 27 cidades da região.

Carnaval de rua: Apodi tem a tradição de um dos melhores carnavais de rua do Rio Grande do Norte. Com diversos blocos, atrai foliões do Estado e de outras regiões do Brasil.

Gruta do Roncador: Segundo a Sociedade Brasileira de Espeleologia, a Gruta do Roncador é a maior já explorada do Rio Grande do Norte, com 480 metros de extensão.

Museu do Lajedo: O museu foi criado em 1993, Pela Petrobrás e hoje o Sítio é considerado o 2º mais importante do Brasil. Hoje em dia é mantido pela Fundação Amigos do Lajedo de Soledade (FALS), o museu abriga alguns fósseis encontrados, além da história do sítio arqueológico. Fica situado na vila próxima ao local. Funciona de terça a domingo das 8h às 12h, e das 13h às 17h.

Olho D´Água: Uma das divisões do sítio arqueológico, além de pinturas possui uma piscina natural.

Sítio Arqueológico do Lajeado: A 12 quilômetros de Apodi, o sítio arqueológico presente no Lajedo de Soledade é um dos mais importantes do país. Feito de roca calcária, o local já foi coberto pelo mar há milhões de anos. Possui 53 painéis com pinturas rupestres divididos em três áreas. Foram encontrados no local fósseis de animais pré-históricos.

Urubu: Uma das divisões do sítio arqueológico, possui a maior quantidade de cavernas, criadas pelos índios que habitavam o local.

 

http://webventure.estadao.com.br



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.