Ir direto para o conteúdo

Ambiente Brasil. O maior Portal de Meio Ambiente da América Latina

 

 Ambiente Ecoturismo

A Natural Vocação da Bahia para o Ecoturismo

A Bahia tem uma acentuada e natural vocação para o ecoturismo, atividade praticada em todo o território baiano e uma das que mais crescem no Estado, beneficiado com a generosidade da natureza.

Envie para um amigo

 

 

q

A Bahia tem uma acentuada e natural vocação para o ecoturismo, atividade praticada em todo o território baiano e uma das que mais crescem no Estado, beneficiado com a generosidade da natureza. Toda a política estadual de turismo tem se pautado, acima de tudo, na preservação do meio ambiente e na necessidade de conscientizar a população nativa e os turistas da importância de não agredir a mãe natureza.

Para se ter noção do papel que joga o ecoturismo na Bahia, basta dizer que em todas as nove zonas turísticas em que está dividido o território baiano, a atividade é amplamente praticada. De Juazeiro, no Norte, na chamada Região dos Lagos, a Porto Seguro, no Extremo Sul, incluído na Costa do Descobrimento, o que não falta é área e espaço para acolher os ecoturistas.

Mas, é na Chapada Diamantina onde o ecoturismo mais se destaca. A própria geografia da região, a abundância de rios, cachoeiras, corredeiras, serras, grutas e o clima místico que a cerca contribuem consideravelmente para torná-la uma das mais apropriadas do país para a atividade. Ano passado, inclusive, foi escolhida a melhor do Brasil por uma conceituada revista de circulação nacional especializada em turismo, título conquistado em votação dos leitores.

Para conhecer as belas paisagens naturais e o encanto que a Chapada Diamantina desperta nos turistas, é indispensável percorrer as trilhas, onde se pode desfrutar de um autêntico paraíso ecológico como a Cachoeira da Fumaça, Poço Azul, Morro do Pai Inácio, Cachoeira do Sossego, Poço Encantado, Cachoeirinha e muito mais.

A Bahia tem concentrado esforços no trabalho de preservação. E é por isso mesmo que o ecoturismo tem crescido a passos largos. Dos 567.295 quilômetros quadrados da superfície total do Estado, 24.056 quilômetros quadrados representam Unidades de Conservação (APAs, parques, reservas, estações ecológicas, reservas particulares de patrimônio natural e outros) ou Áreas Legalmente Protegidas, .correspondendo a 4,3% do território baiano.

Das 32 APAs (Áreas de Proteção Ambiental), 15 estão localizadas em municípios de interesse turístico. Somando as APAs, parques e reservas resulta um total de 23.456 quilômetros quadrados, equivalentes à extensão do estado de Sergipe, a mais da metade do território da Suíça e ao dobro da área destinada à proteção ambiental pela Costa Rica, país exemplo em ecoturismo.

O imenso potencial em recursos naturais é o que faz a Bahia se destacar no ecoturismo. O ecoturista pode desfrutar de quase 1,2 mil quilômetros de praias, caatingas, montanhas e cerrados. Pois é, para o turismo baiano, preservar e proteger o meio ambiente é uma obrigação.

Cintia Lopes Fonte: Revista Eco 21, Ano XIII, Edição 77, Abril 2003. Turismo na Bahia



Publicidade

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.