Ambiente Agropecuário

O Brasil é bom de agricultura

Com terras férteis, extensas e clima propício para a agricultura, o Brasil é um dos principais produtores e fornecedores mundiais de alimentos. Os programas de sanidade vegetal do Ministério da Agricultura garantem alimentos seguros e mantêm o País como peça chave do comércio globalizado.

Envie para um amigo

 

 

Nos últimos vinte anos o salto da produção agropecuária brasileira não teve paralelo em nenhum país do mundo. Mais que a produção, a produtividade e qualidade de culturas e da pecuária atingiram, e em alguns casos superaram o de outras nações, grandes produtoras de alimentos.

Vários fatores contribuíram para que isso ocorresse. O primeiro foi a reorganização institucional da pesquisa agropecuária, cujo ponto principal foi a criação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa. Paralelamente fortaleceu-se as instituições estaduais de pesquisa agropecuária, as Universidades e os sistemas estaduais de assistência técnica e extensão rural. Nesse período houve um investimento muito grande na qualificação dos pesquisadores tanto no Brasil como no exterior. Essa iniciativa continua até o momento. Com a oferta de mais tecnologias, nestas últimas três décadas, o país consolidou-se como um dos mais importantes produtores mundiais de soja, milho, leite, carne, laranja, aves, suínos, entre vários outros produtos.

q

No que se refere ao meio ambiente, exemplos como o manejo sustentável florestal, para a região norte, o manejo da caatinga, para a região nordeste, a recuperação de pastagens degradadas e o Projeto Silvânia, nos cerrados e outras áreas, e o Zoneamento Agrícola em regiões e estados da federação são marcos significativos.

Um outro aspecto relevante foi o avanço obtido pelo país, e particularmente pela Embrapa, na área da biotecnologia. São dezenas de laboratórios especializados em cultura de tecidos, biologia molecular, modificação de plantas, clonagem animal, genômica e bioinformática que geram conhecimentos estratégicos para toda a nação.

A soja é a cultura agrícola brasileira que mais cresceu nas últimas três décadas e corresponde a 49% da área plantada em grãos do país. O aumento da produtividade está associado aos avanços tecnológicos, ao manejo e eficiência dos produtores. O grão é componente essencial na fabricação de rações animais e com uso crescente na alimentação humana encontra-se em franco crescimento.

Cultivada especialmente nas regiões Centro Oeste e Sul do país, a soja se firmou como um dos produtos mais destacados da agricultura nacional e  na balança comercial. Os avanços nessa área possibilitaram também o incremento da produtividade média por hectare, atingindo os maiores índices mundiais. O cultivo de soja no Brasil se orienta por um padrão ambientalmente responsável, ou seja, com o uso de práticas de agricultura sustentável, como o sistema integração-lavoura-pecuária e a utilização da técnica do plantio direto. São técnicas que permitem o uso intensivo da terra e com menor impacto ambiental, o que reduz a pressão pela abertura de novas áreas e contribui para a preservação do meio ambiente.

A agricultura brasileira enfrenta desafios, como o atendimento à crescente demanda  por alimentos e produtos agropecuários, em quantidade e qualidade. O Brasil se destaca na produção de culturas, como soja, milho, arroz, feijão e cana-de-açúcar.  O arroz e o feijão são destinados, principalmente, ao consumo interno. Já o milho, é utilizado basicamente para a alimentação animal e viabiliza a produção de proteína animal. Outra cultura que se destaca no mercado interno é o algodão, que cresce a cada ano e já supera, em 60%, a produção dos Estados Unidos. O Brasil alcançou o terceiro lugar na exportação do produto.

Parte da economia brasileira depende da agricultura, pois este é um setor que gera empregos para 22% da população ativa, 20% das exportações são de produtos agrícolas, 12 do PIB (Produto Interno Brasileiro) são representados pela agricultura. Apesar de o Brasil possuir ótimas condições, desde o clima até o solo, não chega ser um país autossuficiente, produtos como, por exemplo, o trigo, que é proveniente de países estrangeiros, para ser cultivado no Brasil, possui um valor muito elevado, além disso, muitos produtos são produzidos exageradamente para atender a demanda externa, e toda essa situação exige muito investimento.

O desempenho da agropecuária, que teve expansão de 7% em 2013, foi o maior desde 1996, quando foi adotada a atual metodologia de cálculo do PIB, atingindo R$ 234,6 bilhões. No total, o país deverá colher 188,7 milhões de toneladas de grãos em 2013/2014, com aumento de 0,7% em relação à safra passada (187,4 milhões de toneladas). A área total destinada ao plantio de grãos deve chegar a 55 milhões de hectares, o que representa alta de 4% em relação à área de 53,28 milhões de hectares da safra 2012/2013. A soja teve maior crescimento, com acréscimo de 7,4% na área plantada, passando de 27,7 para 29,8 milhões de hectares.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção da soja cresceu 24,3% em 2013, com um aumento de área plantada de apenas 11,3%. Outros produtos agrícolas que tiveram crescimento em 2013 foram a cana-de-açúcar (com alta de 10%), o milho (13%) e o trigo (30,4%).

A área cultivada com soja no Brasil em 2014/2015 deve atingir 31 milhões de hectares, crescimento de 5% ante o ciclo anterior, projetou hoje a INTL FCStone. A produção do grão chegará ao recorde de 93,04 milhões de toneladas, crescimento de 6,32% entre os períodos.

Se a pesquisa agropecuária teve papel destacado na evolução de nossa produção e produtividade agrícola, a maior agressividade de nossos empresários rurais também foi fator preponderante. Investimentos em novas tecnologias, modernização dos métodos de administração do agronegócio e o melhor desempenho na comercialização contribuíram decisivamente para o crescimento de nossa produção.

Paralelamente, houve a modernização de nosso parque de implementos e máquinas agrícolas, da indústria de insumos e dos demais fatores de produção. O Governo Federal, em maior ou menor, escala também teve uma atuação decisiva com ações de fomento. Toda essa série de ações conjuntas explica o nível de excelência conquistado por quase todos os setores da agricultura empresarial.

Temos ainda um grande desafio pela frente. Inserir os milhões de pequenos e médios produtores, que não têm conseguido utilizar os conhecimentos desenvolvidos pela pesquisa agropecuária, na escala e na intensidade com que gostaríamos de ver. Para isso, a Embrapa, sem deixar de realizar pesquisas para o agronegócio, vai dar uma atenção especial à agricultura familiar visando integrar este segmento rural à economia brasileira.

 

Fontes: * Clayton Campanhola é Diretor Presidente da Embrapa. www.brasil.gov.br www.agricultura.gov.br agenciabrasil.ebc.com.br www.page.ind.br



Publicidade
Confira as principais Tags do ambiente Agropecuário Açai Acerola Agricultura Agroecologia Agroflorestais Agropecuária Agropecuárias Agrotóxicos Água Alimentação Alimentos Orgânicos Ambientais Ambiental Animais Animal Orgânico Área de Preservação Assentamento Atividades econômicas Autossuficiência Avaliação Benefícios Bibliografia Biodinâmica Biodiversidade Biologia do Solo Biológicas Biorremediação Braquiárias Brasil Café Camu-Camu CAR Características Caramujo Censo Agropecuário Cerca Ecológicas Certificação de Produtos Ciclo do Carbono Clima Cobertura do solo Como Fazer Comprimento da rampa Conceito Conservação Conservação Ambiental Consumo Contaminação Contaminação ambiental Controle Controle Ambiental Controle de praga Convencional Corte Crescimento Econômico Critérios Cultura Cupim Dano e efeitos ambientais DDT Declive Definição Dejetos Desertificação Dessalinização Desvantagens Dificuldades Dioxina Doenças Ecologia Educação Energia Alternativa Erosão Estratégico Estrutura Estrutura Fundiária EXemplos Exploração Extensão Extinção Fatores Feijão Fertilização Fertilizantes Físicas Fitoterápico Florestal Florestas Fontes Energéticas Frutas Nativas Gado de corte Grãos Hidropônico História Impactos Ambientais Indicadores Inseticidas Legislação Lodo Mandioca Manejo Manejo Sustentável Mata Atlântica Matéria Orgânica Medicina Meio Ambiente Migratória Monitoramento Mosca-dos-chifres Natural Nitrogênio Nutrientes Objetivos Ondas do mar Operacional Orgânico Pantanal Particulados Pastagem Pecuária Perda de solo Perigos Permacultura Pesquisa Científica Pimenta Planejamento Planta medicinal Planta Tóxicas Plantas Política Polpa congelada Práticas Conservacionistas Princípios Problemas ecológicos Procedimento Procedimentos Proibidos Produção Produtividade Produtos Programas Projetos Propriedade do solo Proteção Qualidade Nutricional Queimada Químicas Reciclagem Recuperação Ambiental Recursos Naturais Reflorestamento Regiões Requisitos Reserva Legal Rios Riscos à saúde Roraima Rural Saúde Selos Sistema Educativo Situação Soja Solos Suinocultura Tático Técnicas Tecnologia Tipos de Agricultura Topografia Tradicional Transporte Tratamento Tratamento de Efluentes Urbano Uso de terras Uso do Solo Usos Vantagens Velocidade Veneno Vento

Resolução míninina de 1024 x 768 © Copyright 2000-2017 Todos os direitos reservados. O conteudo deste Site é de propriedade do Ambiente Brasil S/S Ltda. Nenhuma parte poderá ser reproduzida sem permissão por escrito do Portal.